Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

04 agosto 2006

MUDAR E TRANSFORMAR É A SOLUÇÃO


Antropologia da Transformação Cultural

México, Brasil e demais paises das Américas Central e do Sul, tidos como fundo de quintal dos norte-americanos, de tanto sofrimento e exploração, seus povos tem a índole de desconsiderar a gravidade dos fatos dada a possibilidade de em função das circunstâncias entenderem que num dado momento tenham que agir da mesma forma para sobreviver. Triste formação antropológica, que somente séculos de cultura poderá mudar. A consciência política, base da formação cultural e a disposição de mudar é que fará isto nos próximos anos.

Crise de Consciência

Nossa época é, como vários antes de mim já assinalaram, uma época de aparências e de superficialidades. É uma época em que os homens gostam de se prender ao secundário, ao desimportante. E não se trata apenas do homem comum, capaz de levar a sério os jogos de futebol e de opinar da forma mais leviana sobre religião e outros assuntos mais graves. Trata-se, principalmente, dos intelectuais - e, aqui, sigo sempre o conselho de Bernanos, segundo o qual, se há uma crise de consciência, a culpa não é dos que não a têm, mas do que deveriam preservá-la.

6 comentários:

Tiago Motta disse...

Acredito que hoje a figura do "intelectual" não tenha mais o espaço que outrora teve na mídia para divulgar seus pensamentos.

Além disso, temos hoje um governo que taxa nosso "intelectuais" como sendo da "elite" e portanto são "inimigos". Quando na verdade deveriam ser considerados peças fundamentais para a construção do país.

José Manuel Dias disse...

Temos cada vez mais de distinguir a árvore da floresta...
Ãbraço de Portugal!

Blogue da Magui disse...

Os intelectuais brasileiros estao presos aos pensadores do seculo dezoito.Alias o que prevalece no Brasil sao os profs da PUC que se auto intitulam intelectuais e criaram o monstro que governa esse pais.O resultado de suas teses foi tao absurdo que estao desmoralizados para sempre.

Kafé Roceiro disse...

É difícil lidar com esses problemas que às vezes nos chateiam! No mais, tá arrumado o "Aparte". abraço, amigo.

Saramar disse...

Jarbas, boa tarde.

O quanto de culpa nos cabe? O quanto de penitências nos resta? Seremos sempre escravos? Parece-me que sim, porque mesmo os arautos da "igualdade" são falsos profetas, que se utilizam do povo para se auto-preservarem e aos seu poder.
Medéias do homem disfarçadas de santos.

Beijos

Santa disse...

A "massa crítica" brasileira, pelo visto faz penitência há um bom tempo.