Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

30 dezembro 2008

AMEAÇA QUE VEM DE FORA

Petróleo dispara com ataques de Israel
Cotação do barril em Nova York volta à casa dos US$ 40.

O preço do petróleo em Nova York voltou ontem a fechar na casa dos US$ 40 devido ao temor de que os ataques de Israel à faixa de Gaza causem problemas na extração da commodity nos países produtores no Oriente Médio. Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de petróleo leve tipo WTI para entrega em fevereiro ficou cotado a US$ 40,02, com avanço de 6,12% sobre o fechamento de sexta-feira. Depois das primeiras negociações, a commodity chegou a custar US$ 42,20.
O agravamento do conflito entre Israel e o grupo terrorista Hamas na Faixa de Gaza voltou a ser tema central dos negócios. Segundo analistas do setor, tensões geopolíticas podem ameaçar a produção na região. “A geopolítica tinha desaparecido do cenário do petróleo nos últimos meses, mas o petróleo ganhará algum prêmio com os últimos ataques de Israel a Gaza”, afirmou Olivier Jakob, consultor da Petromatrix. Israel e Gaza não são produtores de petróleo. Apesar disso, estão muito próximos a grandes exportadores da commodity localizados no Oriente Médio, como Arábia Saudita, Iraque, Irã e Síria.
A forte recuperação dos preços do petróleo puxou a cotação das ações da Petrobras na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Com isso, o índice Ibovespa também foi influenciado. Em um pregão de movimento bastante reduzido, o indicador que reflete os preços das ações mais negociadas subiu 0,53% e atingiu os 37.060 pontos. O giro financeiro foi de R$ 1,95 bilhão, praticamente a metade da média do mês (R$ 4 bilhões/dia) e bastante inferior à média do ano (R$ 5,55 bilhões/dia). Nos EUA, a Bolsa de Nova York recuou 0,98%. A ação preferencial da Petrobras, que sozinha movimentou R$ 324 milhões, teve avanço de 2,36%, enquanto a ordinária subiu 3,99%. A ação da Vale, outro papel de destaque no pregão, sofreu queda de 0,41%.
Já o dólar terminou vendido a R$ 2,415, o que representa um incremento de 1,9% sobre a cotação de sexta-feira.
Fonte: Caderno de Economia do Jornal Estado de Minas.

20 dezembro 2008

CADÊ O SSPMG E O COMANDO DA PMMG;

A Polícia Federal iniciou hoje a Operação Varredura para combater o trabalho clandestino de segurança privada em todo o estado de Minas Gerais. A Operação conta com aproximadamente 100 agentes e vai se estender por tempo indeterminado.
NAS AREAS RESIDENCIAIS TAMBÉM TEM
A fiscalização atinge shoppings center's, universidades, bares, boates, casas de shows, de dança e de eventos, empresas de segurança privada, condomínios residenciais, academias de formação de vigilantes e instituições financeiras. Além do combate ao trabalho irregular de segurança privada, a operação também tem o objetivo de trazer para a legalidade quem atua fora da lei.
Fonte: Uai.

11 dezembro 2008

XIITAS DO PT DE MINAS QUEREM ISOLAR PIMENTEL

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu não acredita nas tentativas de isolamento do prefeito Fernando Pimentel, desencadeadas dentro de correntes do PT em Minas. Para ele, Pimentel “tem muita força” dentro do estado e considera a coligação local do partido com o PSDB, que permitiu a eleição do seu sucessor, Márcio Lacerda (PSB), apenas pontual: não vai impedi-lo de disputar a indicação para ser o candidato ao governo do estado em 2010. “O Pimentel é tão próximo do Aécio (Neves) quanto eu sou do (José) Serra”, afirmou, numa crítica às correntes que defendem seu alijamento do processo eleitoral na sucessão mineira, como retaliação à aproximação com o governador tucano nas eleições municipais deste ano.
Para Dirceu, o risco de Pimentel deixar o partido por pressão dessas correntes é zero. “Não vão isolá-lo. Ele (Pimentel) tem tanta força no PT quanto o Patrus. Os dois têm condições de governar o estado com um pé nas costas”, avaliou, confiante numa vitória inédita do PT ao governo de Minas. Mas fez uma ressalva: “O PT tem de estar unido para governar Minas”. Dirceu enxerga a recomposição partidária no estado como a única saída do PT no contexto da manutenção da aliança nacional com o PMDB para a campanha da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) à Presidência da República. Fonte: Jornal Estado de Minas

AÉCIO QUER PREVIAS NO PSDB

O governador Aécio Neves (PSDB) voltou ontem a defender a realização de prévias para escolha do candidato do partido à Presidência da República em 2010. Aécio esteve em Brasília para encontro com o presidente nacional do partido, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), e com a bancada da legenda no Senado. O governador reafirmou que, antes de escolher o nome que disputará a sucessão de Luiz Inácio Lula da Silva, a legenda precisa definir “bandeiras” que defenderá durante a campanha. O principal rival de Aécio dentro do PSDB na disputa por espaço nas eleições presidenciais de 2010, o governador de São Paulo, José Serra, também esteve em Brasília.
Na avaliação do governador de Minas, as prévias são “instrumento de uma mobilização do partido, principalmente de definição da agenda do PSDB”. Para o tucano, a forma de escolha deve ainda “servir não só para indicar o candidato da legenda, mas para que nós busquemos na alma do país, no sentimento dos nossos companheiros, em todas as regiões, as nossas propostas, as bandeiras que vão conduzir a candidatura do partido. Não se trata de lançar candidatura. Longe disso, mas apenas de dizer da minha disposição de discutir com o Brasil, visitando alguns outros estados”, pontuou.

03 dezembro 2008

PIMENTEL GOVERNADOR QUE TERROR

Clique no quadro para ver...
A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) anunciou na terça-feira mudanças radicais no sistema de cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). A partir de 2010, o tributo, que desde 2003 vem sendo corrigido pela inflação, será atualizado de acordo com a valorização dos imóveis no mercado. As regras dependem de aprovação de projeto de lei enviado à Câmara Municipal e devem implicar aumento significativo dos valores para boa parte dos contribuintes. A previsão da Secretaria Municipal de Finanças é de que a arrecadação suba 30% até 2012. O total de lançamentos de 2008, de R$ 485,3 milhões, passaria para R$ 630,8 milhões. Seriam R$ 145,5 milhões a mais nos cofres da administração à disposição do prefeito eleito Márcio Lacerda (PSB). Fonte: Jornal Estado de Minas.

02 dezembro 2008

PELO FIM DA HEGEMONIA PAULISTA


O governador Aécio Neves (PSDB) defendeu segunda-feira o fim das decisões de cúpula em seu partido e a discussão de uma proposta de governo com bandeiras fortes antes da escolha do nome daquele que disputará a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). De acordo com o mineiro, um dos cotados para ser o candidato tucano à Presidência da República, a legenda cansou de perder eleições por causa do caciquismo político. “Foi-se o tempo em que uma, duas, ou três pessoas indicavam os candidatos do partido. Isso é diferente. O PSDB cansou de perder eleições, até porque as decisões foram muito centralizadas e eu faço aqui até a minha mea culpa: eu participei de algumas dessas decisões”, afirmou.Aécio voltou a defender as prévias para definir o nome do PSDB que disputará o pleito de 2010 – a escolha será entre ele e o governador de São Paulo, José Serra. Mas, antes desses acertos, o governador de Minas afirmou que o partido precisa se dedicar à construção de uma proposta para o Brasil. “Acho que antes de decidir quem será candidato, tem que definir qual a sua proposta, o que vai diferenciá-lo do governo que está aí, o que nós vamos mostrar de novo para a população”, disse. Na definição das bandeiras, Aécio põe duas das suas: a questão gerencial e um novo pacto federativo, com a redistribuição de competências e tributos entre União, estados e municípios. Aécio acredita que o debate no próximo pleito será pautado pela questão da gestão. Isso ocorrerá tendo em vista que, segundo ele, o presidente Lula se apropriou da visão econômica do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), não podendo mais questionar os métodos tucanos. Privatizações “Não há mais espaço para o atual governo, por exemplo, questionar as privatizações, se privatizou um número expressivo de rodovias, para ficar apenas num exemplo. Não há mais como combater a responsabilidade fiscal, se ele adotou a responsabilidade fiscal como instrumento de governabilidade”. Em tempos de crise econômica, segundo Aécio, a atuação do governo Lula nesse campo ficará mais perceptível. “Nos tempos de bonança é mais fácil você, de alguma forma, administrar sem controle, gastar sem controle. Em tempos de crise, com a perspectiva da redução de investimentos, vamos perceber quanto mal vem fazendo ao Brasil esse aumento descontrolado do gasto público”, disse.Aécio defende a união do partido para que o PSDB possa agregar outras legendas já que, para ele, isoladamente não é possível vencer as eleições. “O candidato será aquele que tiver melhores condições de incorporar esse projeto, tirar da população brasileira confiança e tiver capacidade de agregar outras forças políticas no seu entorno.” O governador voltou a dizer que não deixará o partido “Estou muito bem no PSDB, acho que o PSDB e o PMDB podem trabalhar para construir, juntos, um projeto para o Brasil”, afirmou.A sucessão de 2010 foi assunto de um encontro entre Fernando Henrique e Aécio na noite de segunda-feira no Palácio das Mangabeiras. FHC fica na residência oficial do governador até nesta terça-feira, quando faz uma palestra em evento da Associação de Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil em Minas Gerais (ADVB/MG) para falar da conjuntura política e econômica do país. Os dois não falaram com a imprensa após o jantar, que teve a participação do ministro Marco Aurélio Melo, que também estava na capital.

28 novembro 2008

Para ajudar Santa Catarina

Quer mandar dinheiro para ajudar aos milhares de desabrigados pelas fortes chuvas que atingiram - e ainda atingem - Santa Catarina? Deposite em qualquer uma das contas abaixo:
1. Banco/SICOOB SC - 756 - Agência 1005, Conta Corrente 2008-7
2. Caixa Econômica Federal - Agência 1877, operação 006, conta 80.000-8
3. Banco do Brasil - Agência 3582-3, Conta Corrente 80.000-7
4. Besc - Agência 068-0, Conta Corrente 80.000-0.
5. Bradesco S/A - 237 Agência 0348-4, Conta Corrente 160.000-1
6. Itaú S/A - 341, Agência 0289, Conta Corrente 69971-2
7. SICREDI - 748, Agência 2603, Conta Corrente 3500-9
8. SANTANDER - 033, Agência 1227, Conta Corrente 430000052
O nome da pessoa jurídica é Fundo Estadual de Defesa Civil, CNPJ - 04.426.883/0001-57.
Fonte: Blog do Noblat

25 novembro 2008

DESDOBRAMENTO DA SATIAGRAHA

Brasília – O diretor de Inteligência (DIP) da Polícia Federal, Daniel Lorenz, afastou o delegado Protógenes Queiroz do setor e o colocou à disposição da Diretoria de Gestão de Pessoal (DGP). Protógenes soube da decisão ao se reapresentar ontem ao superior hierárquico, após freqüentar e ser aprovado no curso superior de polícia na academia da corporação, concluído na semana passada. Responsável pela Operação Satiagraha, o delegado será transferido para algum setor onde houver necessidade de delegado. Protógenes soube da notícia do próprio Lorenz, durante uma conversa de 15 minutos entre os dois, pela manhã, na sede da PF, prédio conhecido como Máscara Negra. O diretor de Inteligência comunicou ao colega que se tratava de uma decisão "administrativa". A permanência de Protógenes na área se tornou insustentável. A relação entre ele e Lorenz azedou diante dos desdobramentos da Satiagraha. O chefe da DIP reclama que seu então subordinado sonegou dados sobre a operação, que tinha como alvo principal o banqueiro Daniel Dantas, dono do grupo Opportunity. Protógenes, por sua vez, sempre viu a cúpula da PF com desconfiança e reclama de nunca ter recebido o apoio que julgava necessário para tocar a apuração – algo que Lorenz nega. Por causa dessa denunciada falta de apoio, Protógenes recorreu a seu ex-chefe, o delegado Paulo Lacerda, que deixou o comando da PF para pilotar a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) no final do ano passado. A pedido do delegado da Satiagraha, tem-se notícia que mais de 100 agentes da Abin participaram das investigações, tendo acesso a relatórios sigilosos e senhas para acesso ao Guardião, sistema que grava e organiza as escutas telefônicas autorizadas pela Justiça. CALÇA-CURTA Embora boa parte dos agentes da Abin freqüentasse diariamente o Máscara Negra, Lorenz jura que foi pego de calça-curta. À CPI dos Grampos, o diretor de Inteligência sustentou que só soube da participação de servidores da agência quando reconheceu o agente Márcio Seltz, um conhecido de Lorenz, no andar do edifício-sede onde policiais federais analisavam dados da operação.
EXPLICAÇÃO A propósito de reportagem publicada ontem pelo Estado de Minas com acusações da Polícia Federal contra o banqueiro Daniel Dantas, o Banco Opportunity afirma que as informações divulgadas pela PF são "antigas" e já foram "exaustivamente publicadas pela imprensa", e que todas as acusações são "infundadas". A assessoria do banco afirmou que Dantas não exerce função executiva na Agropecuária Santa Bárbara Xinguara e que a própria Polícia Federal admite, em seu relatório, que as acusações, inclusive de lavagem de dinheiro com gado, precisam ainda ser investigadas para eventual confirmação.

18 novembro 2008

A GIGANTE AMERICANA AGONIZANTE

Fonte: Jornal Estado de Minas
A General Motors (GM) está agonizando. O mercado não dá um dólar furado pelo seu futuro. A empresa entrou na lista das que, segundo especialistas, não conseguirão dar a volta por cima. Atropelada pela competição dos eficientes e econômicos veículos japoneses, liderados pela Toyota, a GM viu-se numa verdadeira sinuca de bico, principalmente de um ano para cá. De um lado, seus carrões modelo utilitários esportivos, beberrões de seis ou oito cilindros, que antes da crise financeira mundial eram considerado sinal de status social, caíram em desgraça com a falta de crédito detonada pela crise e o aumento do preço do petróleo. De outro, os modelos sedãs, que passaram a ser os queridinhos do mercado, encontraram a GM sem produtos competitivos. E, como dependia de crédito ao consumidor para vender seus carrões, a GM transformou-se praticamente num banco, com operações financeiras cada vez mais complexas, que ajudaram em sem naufrágio. Por fim, o passivo trabalhista da montadora com funcionários aposentados é enorme, afugentando prováveis compradores ou investidores. Resultado: a GM está a um passo de quebrar. “Os problemas da GM são os mesmos das outras duas grandes montadoras americanas, Ford e Chrysler, que também enfrentam passivos trabalhistas enormes. Mas a Ford produz veículos mais competitivos”, diz Richard Dubois, sócio da filial brasileira da PricewaterhouseCoopers. O sinal de que o mercado aposta na quebra da GM está no preço: hoje, a empresa tem valor de mercado de aproximadamente US$ 1,8 bilhão, segundo levantamento da consultoria Economática. É nada. É metade do que vale a brasileira Natura. E, mesmo assim, não há qualquer interessado em comprá-la. Em outubro do ano passado, a GM valia US$ 22,2 bilhões. Especialistas no setor automotivo acreditam que, para a GM, o melhor seria mesmo quebrar. Dessa forma, ela se livraria do passivo trabalhista. “E, nesse caso, o mais provável é que haja uma fusão entre GM, Ford e Chrysler, criando uma montadora que seria a metade do que são hoje”, diz um analista. Ou, em outra hipótese, as partes boas da GM (como as operações brasileiras) poderiam ser compradas por outras montadoras ou investidores. Mas tudo também depende do presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama. Se optar por uma política intervencionista, Obama poderá salvar a empresa com recursos públicos, o que não é comum nos EUA. A Casa Branca divulgou ontem um comunicado em que se opõe a uma proposta democrata no Senado de um plano de resgate de US$ 25 bilhões para a indústria automobilística. “O Congresso deveria em vez disso acelerar os outros US$ 25 bilhões já destinados à indústria automobilística (...), mas apenas para aquelas empresas que fizerem as escolhas difíceis e a estruturação necessária para se tornar viáveis sem subsídios adicionais dos contribuintes”, afirmou a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino. Também ontem, o presidente da GM do Brasil (GMB) e Mercosul, Jaime Ardila, fez uma tentativa de acalmar o mercado e pediu autorização à matriz para a liberação de US$ 1 bilhão, que seria utilizado em novos investimentos. É pouco provável que consiga. Os recursos seriam usados na fábrica de motores em Joinville (SC) e no Projeto Viva, que traz uma nova linha de veículos, entre eles, o sucessor do Corsa, que chegará no ano que vem. Os planos da GMB até 2012 levam em conta o bom desempenho do mercado nacional. Segundo Ardila, a previsão de faturamento para 2008 foi revista para baixo: de US$ 11 bilhões para R$ 9,5 bilhões.

10 novembro 2008

Passados 30 anos, PF investiga a Ditadura


Por Edson Luiz, para o Estado de Minas


Brasília – A Polícia Federal procura testemunhas do seqüestro de dois argentinos que se refugiaram no Brasil na década de 1970, durante o regime militar. Esse é o primeiro procedimento formal tomado pelas autoridades brasileiras depois que a Justiça italiana acusou ex-militares e policiais de participarem da Operação Condor, desencadeada pelos países do Cone Sul para localizar militantes esquerdistas que atuavam entre o Brasil, Argentina e Uruguai. As buscas policiais, feitas no Rio Grande do Sul, são parte de um inquérito aberto a pedido da Procuradoria da República em São Paulo. Passados mais de 30 anos, os investigadores admitem que são remotas as chances de encontrar fatos novos relacionados ao ítalo-argentino Manuel Lourenço Vinhas e um padre – ainda não identificado –, também de origem argentina, que foram levados do Brasil para o país de origem, onde eram procurados pelas autoridades locais. “Estas pessoas saíram da Argentina e entraram no Brasil pela fronteira. Depois foram localizadas e devolvidas aos argentinos”, conta o procurador Ivan Marx, do Ministério Público em Uruguaiana (RS). “Por isso pedimos a abertura de inquérito na PF para tentar encontrar alguma pista de como isso ocorreu.”

90 DIAS, NÃO HA COMO ESPERAR MAIS

"Até 90 dias. Esse é o prazo que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, estipulou para que as medidas de combate à crise financeira que surgirão da reunião do G-20 em Washington no próximo sábado sejam colocadas em prática. “Em 30, 60 ou 90 dias precisamos ter soluções. Vamos trocar a roda com o carro andando”, afirmou ontem no discurso de encerramento da reunião do G-20, em São Paulo. Na visão do grupo formado por ministros das Finanças, autoridades de governos e de bancos centrais das 20 maiores economias do mundo, os países mais afetados pela crise terão de recorrer a políticas próprias, específicas, pois não há como esperar por ações mais efetivas para corrigir as distorções nos mercados financeiros que levaram ao terremoto que já destruiu mais de US$ 32 trilhões em riqueza. Um dos caminhos apontados pelo G-20 é a expansão de gastos públicos. " Fonte: EM.

30 outubro 2008

GARANTINDO A CONTINUIDADE


Brasília – Na primeira visita ao Palácio do Planalto como prefeito eleito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB) acertou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a participação da União nas obras de ampliação do metrô na capital mineira. A idéia é tocar a empreitada por meio de uma parceria público-privada (PPP), cujo edital será lançado no primeiro semestre do ano que vem. Segundo Lacerda, a maior parte dos investimentos será feita pelo governo federal e pelos empresários. Já as esferas estadual e municipal entrarão com fatias menores. A obra está orçada entre R$ 2,5 bilhões e R$ 3,5 bilhões. Se tirada do papel, aumentará a capacidade de passageiros do metrô, num prazo de seis anos, de 150 mil para 800 mil ao dia.

28 outubro 2008

A SOLUÇÃO SERÁ A REALIZAÇÃO DE PREVIAS NO PSDB ENTRE SERRA E AÉCIO


É incrível como parte da imprensa, em especial a paulista, consegue transformar uma deslealdade em vitória. Pois é assim que esses setores tratam a vitória do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), no segundo turno da eleição. Primeiro, a vitória dele em si é apenas um detalhe. Quem venceu foi o governador José Serra (PSDB) e, por isso, já estaria praticamente garantido como candidato do partido à sucessão de Lula em 2010. O fato consumado está apenas na imaginação, já que muita água vai rolar até lá e é preciso combinar com o zagueiro, no caso o governador Aécio Neves (PSDB), que tem muito mais capacidade de articulação que Serra, até mesmo para atrair o PMDB, hoje a noiva cobiçada da eleição presidencial. Além disso, ignoram o tratamento que Serra deu a Geraldo Alckmin, daí a deslealdade, que pegou muito mal no ninho tucano. Fonte: Estado de Minas.

26 outubro 2008

AFILHADO DE PIMENTEL VENCE COM APOIO DO GOVERNADOR AÉCIO NEVES


Afilhado político de Aécio, Marcio Lacerda é eleito prefeito de Belo Horizonte
Publicidade.


Fonte: Folha Online

Com o apoio do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), e do prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), Marcio Lacerda, 62, do PSB, foi eleito neste domingo o novo prefeito de Belo Horizonte.
Com 100% das urnas apuradas, Lacerda obteve 59,12% dos votos, contra 40,88% para o peemedebista Leonardo Quintão.
João Marcos Rosa/15.out.2008/Folha Imagem
Marcio Lacerda (PSB), 62, foi eleito prefeito de Belo Horizonte (MG), neste domingo
O socialista chegou a ser apontado como vencedor já no primeiro turno, mas Quintão acabou provocando a disputa em segundo turno. No primeiro turno, Lacerda obteve 43,59% dos votos válidos, enquanto Quintão conseguiu com 41,26%. A última pesquisa Datafolha, divulgada neste sábado, já apontava vitória de Lacerda, com 59% dos votos, contra 41% de Quintão.
O apoio e a avaliação positiva de Aécio e Pimentel junto à maioria dos mineiros ajudaram a garantir a vitória de Lacerda, que era pouco conhecido pela população, como admitiu o governador após a disputa ir para o segundo turno.
'O nosso maior problema era o desconhecimento do candidato. O pouco tempo para você construir, consolidar a biografia do candidato. Então não vou falar de erros. Eu acho que o candidato Quintão foi competente, ele não se deixou levar pelo discurso de oposição, ele sempre procurou demonstrar também que era parceiro, que era aliado do Estado, de alguma forma isso também o beneficiou', disse Aécio após o primeiro turno.
Trajetória
Lacerda é empresário e administrador de empresas formado pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Nasceu em 22 de janeiro de 1946 em Leopoldina (MG) e cresceu em Inhapim (MG). É casado há 34 anos com a psicóloga Regina Lacerda e pai de três filhos.
Aos 17 anos foi para Belo Horizonte para estudar. Em 1969, aos 23 anos, iniciou sua militância política no PCB e, devido sua adesão à ALN (Aliança Libertadora Nacional), ficou preso durante quatro anos, perdeu o emprego na CTMG (Companhia Telefônica de Minas Gerais) e interrompeu a faculdade --concluiu o curso apenas em 1977.
Impedido de retornar à CTMG, Lacerda trabalhou dois anos e maio na Tele-América e fundou, em 1975, a Construtel, empresa especializada na construção de rede de telefonia. Quatro anos depois, criou a Batik, para produção de equipamentos de telefonia.
Em 2003, no início do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assumiu o cargo de secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional, na gestão do ministro Ciro Gomes, atual deputado pelo PSB-CE.
A convite do governador Aécio Neves, Lacerda assumiu em abril de 2007 a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, cargo que deixou em maio deste ano para disputar seu primeiro cargo eletivo.

25 outubro 2008

QUERIA "CHUTAR A BUNDA DELES", SAIU CHUTADO E ESCORRAÇADO PELO POVO



A campanha de Marcio Lacerda (PSB) à Prefeitura de Belo Horizonte está distribuindo um bottom contra a campanha de seu adversário na disputa, Leonardo Quintão (PMDB), informa neste sábado o blog Campanha no Ar.
Segundo o blog, o bottom faz uma referência à uma cena em que Quintão fala em "chutar a bunda" de petistas em Ipatinga (MG).
O vídeo com a cena já foi utilizada na campanha de Lacerda durante o programa eleitoral na TV. Nele, Quintão aparece fazendo campanha para seu pai, Sebastião Quintão (PMDB), e dizendo que eles vão ganhar e "chutar a bunda" dos petistas.
Com o microfone na mão e falando em tom alto, Leonardo Quintão diz: "Vamos ganhar e vamos chutar a bunda deles!".
Em seguida, o locutor do programa de Lacerda pergunta: "É isso o que a gente quer para Belo Horizonte?". A campanha de Quintão entrou com representação na Justiça Eleitoral pedindo a retirada da peça do ar. Fonte: Folha On Line.
Últimas pesquisas, realizada nos dias 24 e 25: IBOPE/Rede Globo: Marcio Lacerda tem 45% e Leonardo Quintão, 42%, enquanto pelo Data/Folha, Marcio Lacerda conta com 50% e Leonardo Quintão tem 35%.

23 outubro 2008

QUEM MENTIR ESTARA FERRADO

O segundo turno em Belo Horizonte virou uma guerra suja, pesada entre Márcio Lacerda, candidato do PSB apoiado pelo governador Aécio Neves e o prefeito Fernando Pimentel, e Leonardo Quintão, candidato do PMDB apoiado pelo vice-presidente José Alencar e o ministro das Comunicações Hélio Costa.
Os dois estão empatados nas intenções de voto, segundo pesquisas Ibope e Datafolha divulgadas ontem. Os dois também estão empatados em matéria de rejeição. Ambos são rejeitados por algo entre 40% a 42% dos eleitores. Há 13% de eleitores que se dizem indecisos.
Nas áreas mais pobres da cidade há um tipo de eleitor que esconde seu voto. Não revela com medo de perder benefícios de programas sociais da prefeitura. Também não revela por pura mineirice. Forçado a revelar, mente muitas vezes.
Qualquer derrapagem pode ser fatal para o candidato que acorde domingo sem pistas seguras de que será eleito. Fonte: Blog do Noblat.

22 outubro 2008

BAIXARIA LEVA CANDIDATOS AO EMPATE

A disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte está cada vez mais acirrada. Os dois candidatos estão empatados em tudo, segundo levantamento realizado pelo instituto DataTempo/CP2, realizado nos dias 19 e 20 de outubro.
De acordo com a pesquisa, Leonardo Quintão (PMDB) tem 39,95% das intenções de voto, enquanto Marcio Lacerda (PSB) conta com 39,83% da preferência do eleitorado na consulta estimulada. O número de indecisos, daqueles que não sabem em quem votar e não responderam atinge 11,66% dos pesquisados. Outros 6,08% dos interrogados responderam que vão anular o voto e 2,48% querem votar em branco.
Na comparação com a última pesquisa DataTempo/CP2, Quintão caiu 14,39 pontos percentuais. Na consulta divulgada em 14 de outubro, ele tinha 54,34% das intenções de voto, passando agora para 39,95%. O contrário aconteceu com Marcio Lacerda que subiu 10,43 pontos percentuais, pulando de 29,40% da preferência do eleitorado para 39,83%.
Se forem considerados somente os votos válidos (excluindo brancos, nulos e indecisos), Leonardo Quintão tem 50,07% das intenções de voto e Marcio Lacerda, 49,93%. Espontânea. Na modalidade em que não são apresentados aos pesquisados os nomes dos candidatos, o resultado não foi diferente e o empate acontece mais uma vez. Na pesquisa espontânea, Marcio Lacerda tem 38,59% da preferência do eleitorado e Leonardo Quintão, 38,46%. Estão indecisos, não sabem em quem votar e não responderam 13,15% dos entrevistados. Disseram que não pretendem votar em ninguém 4,34% dos pesquisados .
Outros 3,85% afirmaram que pretendem votar nulo e 1,61% dos interrogados querem votar em branco.
Baixaria toma conta da disputa
Assembléia vai apurar suposta compra de apoio político na Casa
Por Amália Goulart, Mariana Lara e Marina Schettini
A quatro dias das eleições, os dois candidatos que disputam a Prefeitura de Belo Horizonte transformaram a campanha em um festival de baixarias. Leonardo Quintão (PMDB) e Marcio Lacerda (PSB) deixaram as propostas de lado e usaram seus eventos externos como palco para o fogo cruzado. Os dois travam ainda outra batalha, a dos folhetos recheados de acusações, que circulam pela cidade.
Leonardo Quintão prometeu, mas não adotou a tática de "oferecer a outra face" e partiu para o ataque. Ele centrou fogo no suposto envolvimento do candidato do PSB com o mensalão, além da proximidade da campanha dele com os envolvidos no esquema. Já Marcio Lacerda passou o dia acusando o concorrente peemedebista de ter vestido uma máscara para enganar a população da capital.
Quintão tentou associar Lacerda ao marqueteiro Duda Mendonça, ao ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, e a Marcos Valério - todos envolvidos no mensalão. O peemedebista chegou a comparar o suposto envolvimento de Lacerda no esquema ao "contato" do tráfico de drogas, insinuando que o socialista pode ter cometido crimes. "A Justiça ainda não terminou as investigações. Muitos envolvidos na CPI que não estavam mencionados estão sendo processados. O tráfico de drogas tem os seus contatos. Muita gente da CPI vem sendo investigada porque ainda não acabou", disse Quintão.
Lacerda negou envolvimento com o mensalão. "Não fui denunciado pela CPI, a Receita Federal investigou mais de 1.500 páginas e verificou que não há envolvimento algum. Minhas certidões estão limpas", disse. Ele também negou relação com Duda Medonça. "Nossa assessoria trocou idéias com ele (Duda), mas não há contrato. Há apenas a consultoria. Cruzei com ele na empresa do Paulo Vasconcelos, mas não conversamos. O Virgílio pode ter me apresentado A ou B, sem ter nada na época em Brasília. O Virgílio não sofreu processo", retrucou.
O socialista afirmou que Quintão está desesperado e, por isso, deixando a máscara cair. "Tínhamos informações que, com a perspectiva de derrota, o nosso adversário ia entrar um pouco em desespero."
Lacerda acusou ainda Quintão de não conseguir fazer um bom serviço na formatação de um plano de governo. "Ele copiou dados que estão em uma enciclopédia de informações mundial. Sua equipe não teve nem o cuidado de preparar o programa com técnicos da prefeitura".
ALMG. A Comissão de Segurança Pública da Assembléia Legislativa vai apurar denúncias de compra de apoio político de vereadores para a campanha de Lacerda pelos deputados petistas Virgílio Guimarães e Roberto Carvalho. Eles também vão discutir um suposto uso indevido de reunião na Comissão de Direitos Humanos para fins eleitoreiros - quando seus membros teriam declarado apoio a Lacerda. Fonte: O Tempo

20 outubro 2008

QUINTÃO E O POVO CONTRA O RESTO

Para derrotar o candidato do PMDB, Leonardo Quintão, no segundo turno da eleição para prefeito de Belo Horizonte, a campanha de Márcio Lacerda está recorrendo aos trabalhos de marketing desenvolvido pelo publicitário Duda Mendonça. O deputado federal licenciado Virgílio Guimarães (PT) confirmou nesta segunda-feira que quando assumiu a função, logo após o primeiro turno, solicitou à campanha a contratação de Duda "como consultor". "É uma consultoria paralela, no sentido de fazer uma avaliação geral, de fornecer uma espécie de crítica, fazer uma análise crítica e assessorar na questão de debates", afirmou Virgílio.
A campanha de Lacerda - que representa a aliança firmada pelo governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), e pelo prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT) - decidiu fazer mudanças em sua estratégia de comunicação ao final do primeiro turno. O marqueteiro argentino Guillermo Raffo, que em 2004 atuou na campanha de Pimentel - por meio de uma empresa de Duda Mendonça (Duda Mendonça Marketing Político) -, foi substituído pelo publicitário Cacá Moreno. O publicitário Paulo Vasconcelos e Marcos Coimbra, do Vox Populi, ambos indicados por Aécio, foram mantidos na equipe.
O candidato do PSB venceu o primeiro turno por uma pequena diferença. Obteve menos de 30 mil votos a mais que Quintão, que no segundo turno virou o jogo. Na primeira pesquisa do Ibope divulgada na quarta-feira, o peemedebista aparecia com 18 pontos porcentuais à frente de Lacerda. Na sexta-feira, o Datafolha apontou uma vantagem de 10%. Fonte: Jornal Estado de Minas.

19 outubro 2008

QUINZÃO NÃO BAIXA NEM A PORRETE

O PMDB está em vantagem na disputa do segundo turno nas capitais de acordo com as últimas pesquisas do Ibope. Candidatos do partido lideram em Belo Horizonte, Porto Alegre e Florianópolis e estão tecnicamente empatados com seus adversários no Rio de Janeiro, em Salvador e em Belém. Na capital mineira, o peemedebista Leonardo Quintão abriu uma vantagem de 18 pontos sobre o concorrente, Márcio Lacerda, do PSB. Em Porto Alegre, a disputa é mais apertada, mas José Fogaça vence a petista Maria do Rosário. É de 24 pontos porcentuais a vantagem de Dário Berger sobre Esperidião Amin (PP) em Florianópolis.
No Rio, o Ibope apontou empate técnico entre Fernando Gabeira (PV) e o peemedebista Eduardo Paes. Embora o candidato do PV tenha 3 pontos porcentuais a mais, a margem de erro da pesquisa põe os dois candidatos em situação de igualdade. Na capital baiana, João Henrique Carneiro, do PMDB, e Walter Pinheiro, do PT, estão com o mesmo porcentual: 44%. Outro candidato do PMDB, José Priante, empata tecnicamente em Belém com Duciomar da Costa do PTB - a vantagem de Duciomar é de apenas 3 pontos. No primeiro turno, o partido tinha vencido em Goiânia e Campo Grande. Com chance de ganhar em grandes capitais, o partido pode sair fortalecido das eleições.
O PSDB está na frente em duas capitais. Em Cuiabá, o tucano Wilson Santos vence Mauro Mendes (PR) e, em São Luís, a pesquisa Ibope mostra João Castelo na frente de Flávio Dino (PCdoB). O PTB vence o segundo turno em Manaus, com Amazonino Mendes - seu adversário, Serafim Correa (PSB), está 25 pontos atrás. Em Macapá, Camilo Capiberibe (PSB) está à frente de Roberto Góes (PDT). O PT concorre em São Paulo e em Salvador. Mas está atrás nas duas capitais, segundo o Ibope. Fonte: Agência Estado.

17 outubro 2008

QUINZÃO PEDE PROTEÇÃO POLICIAL

Proteção: Campanha de Quintão diz que ele foi ameaçado

Em mais um dia de clima quente na disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte, a campanha de Leonardo Quintão (PMDB) informou que irá pedir proteção policial à Justiça federal para o candidato. De acordo com um dos articuladores do movimento, o deputado estadual Antônio Júlio (PMDB), Quintão tem recebido ameaças e, ainda segundo ele, a ordem teria saído de dois coordenadores de campanha de Marcio Lacerda (PSB), os deputados federais licenciados Virgílio Guimarães e Miguel Correia Junior. Virgílio negou qualquer tentativa dele ou da campanha socialista de agressão a Quintão e ainda ironizou a iniciativa. "Detectamos que há um risco de agressão. O Virgílio Guimarães junto com o outro deputado Miguel Correia tinha contratado pessoas para agredi-lo, então temos que tomar cuidado. Fiquei sabendo que a ordem deles é bater até sangrar", afirmou Antônio Júlio. Segundo o deputado peemedebista, o pedido à polícia deve acontecer hoje ou amanhã."Vamos pedir que eles detectem o que está acontecendo para evitar o mal maior. Nos debates, eles (militantes de Lacerda) sempre tentam agredi-lo, já tentaram virar o carro dele. Mas esperamos que isso só seja barulho e que não aconteça nada com ninguém. Enquanto fica só na fala e no grito, está ótimo", completou o deputado, que não revelou onde obteve informação da suposta intenção de agressão. Do outro lado, Virgílio Guimarães sugeriu que Quintão precisaria de um especialista. "O Antônio Júlio me conhece e sabe que eu faço política e não sou adepto dessas práticas. Mas se ele quiser pedir, pode pedir. Eu só fico preocupado porque acho que ele deve ter algum distúrbio ou então a campanha é algo tão estafante para ele que talvez seja a hora de procurar um especialista", ironizou o petista. Marina Schettini, para o TEMPO.
Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (17) pelo MGTV, da TV Globo, aponta o candidato Leonardo Quintão (PMDB) com 47% das intenções de voto para o segundo turno em Belo Horizonte. Márcio Lacerda (PSB) soma 37%.

Segundo o levantamento do instituto, os votos brancos e nulos somam 8%, enquanto os eleitores que não sabem em quem votar totalizam 7%. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

15 outubro 2008

QUINZÃO VENCENDO PIMENTAL E AÉCIO

Quintão evita euforia e Lacerda minimiza Ibope em BH
Fonte: Agência Estado

O candidato do PMDB à Prefeitura de Belo Horizonte, Leonardo Quintão, evitou, durante debate promovido pelo jornal Folha de S.Paulo, euforia em relação à pesquisa do Ibope divulgada nesta quarta-feira, que o coloca na liderança com 51% das intenções de voto, contra 33% de Marcio Lacerda (PSB), seu adversário. Lacerda, por sua vez, procurou demonstrar confiança numa virada, afirmando que pesquisas representam o "momento" da campanha."Tivemos um crescimento muito rápido e estacionamos nos 40% das intenções em relação aos votos totais", afirmou o candidato da coligação "Aliança por BH" (PT-PSB-PTB-PP-PR-PV-PMN-PSC-PSL-PTN-PTC-PRP), que tem o apoio do governador mineiro, Aécio Neves (PSDB), e do atual prefeito da cidade, Fernando Pimentel (PT). "Esperamos virar esse jogo e ganhar no segundo turno.O candidato do PSB explorou a declaração dada ontem por Quintão, de que o socialista não foi preso político - como normalmente declara em entrevistas, debates e no programa eleitoral -, mas teria sido detido na época por ser "assaltante". "Ele (Quintão) cometeu um erro monstruoso. Eu não sei se em função de um momento dele assim de raiva, se em função de desconhecimento da história brasileira ou se realmente porque dentro da visão de direita que ele tem", disse Lacerda, alegando que as informações são de relatórios do inquérito policial militar (IPM), que constavam confissões falsas conseguidas por meio de tortura.Lacerda também voltou à carga contra o partido do adversário. "O PMDB em Belo Horizonte e na Grande BH não tem uma boa história, todos sabem disso. Até no governo do Estado não tem uma boa história", disse ele, tendo o cuidado de isentar a gestão do ex-governador Itamar Franco.

08 outubro 2008

A TENDÊNCIA DO PC DO B E DOS NANICOS

O PRB e o PCdoB farão juntos, amanhã, o anúncio da posição política que pretendem adotar no segundo turno das eleições em Belo Horizonte com a presença do vice-presidente da República José Alencar Gomes da Silva (PRB). O acerto foi feito entre Jô Moraes e o presidente nacional do PRB, Vítor Paulo. “As eleições ainda não acabaram. Estamos juntos nesse processo. Por isso vamos manter uma atitude coesa”, afirma ela a este blog. Jô Moraes está reticente, evitando antecipar o apoio na capital mineira. Entretanto, tudo indica que será dado a Leonardo Quintão. De um lado, o PCdoB nacional tem insistido no apoio a Márcio Lacerda (PSB). Diversos líderes do PSB têm procurado a direção nacional do partido, lembrando que são parceiros na Câmara dos Deputados. Entretanto, no plano estadual e municipal, a tendência do PCdoB é em direção oposta. A legenda tem discutido internamente os compromissos públicos que gostaria de obter de Leonardo Quintão, de tal forma a incorporá-los em seu plano de governo. Dissidentes do PT que estiveram na campanha de Jô Moraes também pressionam para o apoio a Quintão. “Cada eleitor que eu encontro não pergunta para onde vou. Ao contrário, me diz para que lado devo ir”, afirma ela. Ontem o comitê municipal do PCdoB aprovou o apoio a Leonardo Quintão, condicionado à homologação da executiva nacional e à incorporação de projetos do PCdoB no programa, informa o vereador Paulão. Fonte: Blogue Eleiçõces, no Estado de Minas

05 outubro 2008

A CRISE VEM DE AGOSTO DE 2007

Crise destrói sonho de brasileiros nos EUA, vem desde agosto de 2007.
Nada do que foi será, de novo, do jeito que já foi um dia. Os versos de Lulu Santos traduzem a situação vivida hoje por brasileiros que aderiram ao american way of life como estratégia de prosperidade. É o mineiro Francisco Sales, morador de Neward, Nova Jersey, que lembra a canção ao avaliar a situação atual dos imigrantes brasileiros nos Estados Unidos. Ele está há 24 anos no país e, enquanto fala sobre a crise econômica, relata que nunca viu nada parecido. “Presenciei a crise de 1987, a Guerra do Golfo, o ataque terrorista ao World Trade Center, mas nada se compara ao que vejo hoje. E temo que seja somente o começo”, afirma Sales, proprietário de lojas de distribuição de CDs e DVDs na Flórida, Califórnia e em Neward.O sonho dos brasileiros de conquistar a América virou pesadelo. Os Estados Unidos deixaram de ser a terra das oportunidades para grande parte da população que tinha como meta de vida fincar os pés no país do Tio Sam, ganhar dinheiro (dólares) por lá e garantir um futuro melhor. A forte crise que abala a maior economia do mundo e já derreteu mais de US$ 2 trilhões em perdas financeiras está fazendo os brasileiros mudarem os rumos. Os riscos para chegar à América, com tentativas clandestinas para atravessar a fronteira entre o México e o Texas, não valem mais tanto a pena. Agora, eles fazem o sentido inverso. “O que mais vendo hoje é passagem de volta para o Brasil. Antes, vendia de dois ou três bilhetes por mês. Hoje esse número é diário”, afirma a também mineira Miriã Botelho da Silva. Ela é proprietária da loja de presentes Leo’s Brazilian Store, em Plymouth, Massachusetts. ... Leia mais em "Adeus ao Tio San", no Estado de Minas.

03 outubro 2008

TSE E O GOVERNADOR AECIO NEVES

O TSE e a participação do governador Aécio Neves"

Não houve um julgamento do mérito da questão. O TSE julgou foi o acolhimento da chamada medida cautelar, uma suspensão até que o julgamento seja feito de uma forma definitiva do mérito da ação. É muito estranho que as pessoas coloquem tantas reações assim à participação do governador Aécio Neves na campanha. Ele é aprovado por 90% da população de Belo Horizonte, e as pessoas querem cassar o direito dele de participar da campanha, de apoiar um candidato em quem ele confia e a quem está apoiando." "Isso, eu considero que é anti-democrático. A população não vê com bons olhos essa tentativa de censura da participação do governador no programa eleitoral, apoiando o candidato Marcio Lacerda, que sou eu, em quem ele confia para ser o próximo prefeito de Belo Horizonte, com o apoio, também, do prefeito Pimentel" "Naturalmente, esta questão ainda vai ser julgada em caráter definitivo pelo Tribunal Superior Eleitoral, e nós confiamos no julgamento da Justiça. O Tribunal Regional Eleitoral, aqui, aprovou esta participação do governador. A participação do governador é muito justa, ele está me apoiando e, certamente, isso vai ajudar você a decidir a votar em Marcio Lacerda no dia 5 de outubro."

02 outubro 2008

NA FUNASA SAÚDE E PROGRAMA DE INDIO

ONG´s são suspeitas de desviar verbas da Funasa.

A Fundação Nacional de Saúde é responsável pelo atendimento médico aos indígenas do país. Mas, ao invés de cuidar diretamente dos recursos, repassa o dinheiro para organizações não governamentais. Aí começam as irregularidades.Em Boa Vista, por exemplo, o Conselho Indígena de Roraima, controlado pelo índio macuxi Jaci José de Souza, tomou quase R$ 52 milhões da Funasa e não prestou contas até hoje. Mesmo assim, em julho de 2004, ele recebeu mais R$ 37 milhões e não explicou onde os recursos foram parar. Fonte:Band de TV.

PELO POVO, PARA O POVO, SE QUISER

Presidente do TSE defende voto facultativo no Brasil
Por Marco Antônio Soalheiro, repórter da Agência Brasil.
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto, defendeu ontem (1º) em entrevista ao Programa 3 a 1, da TV Brasil, que o voto no país deixe de ser obrigatório futuramente, condicionado à maior consolidação da democracia e da justiça social. A entrevista completa será exibida a partir das 22h pela emissora.“Eu entendo que temos um encontro marcado com esse tema no futuro e a legislação consagrará, como em outros países, a voluntariedade do voto. O eleitor comparecendo porque quer participar efetivamente do processo eleitoral e se engajando nas campanhas com mais conhecimento de causa e determinação pessoal”, disse Britto.“Como rito de passagem, a obrigatoriedade do voto deve permanecer ainda por mais tempo. Até que a democracia se consolide e que a economia chegue mais para todos”, ressaltou. Leia mais aqui em Agência Brasil.

29 setembro 2008

BOVESPA DESPENCA E DOLAR DISPARA


Bovespa despenca 10,16%; dólar dispara 5,61%, a R$ 1,955

Fonte: FolhaNews

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) despenca 10%, num queda somente comparável ao pregão do episódio histórico de 11 de setembro de 2001. O dólar comercial dispara mais de 7% e atinge R$ 1,98. Com essa queda, as negociações da Bolsa foram paralisadas por meia-hora, até as 15h19.O mercado sofre a incerteza generalizada sobre a eficácia do pacote de US$ 700 bilhões para enfrentar a crise dos créditos "subprimes". O Congresso americano iniciou neste tarde a votação do plano proposto pela Casa Branca e reformado pelos legisladores.O Ibovespa, principal índice de ações, desvaloriza 10,16% e desce para os 45.622 pontos. O giro financeiro é de R$ 3,46 bilhões.O dólar comercial é cotado a R$ 1,955 na venda, com forte avanço de 5,61%. A taxa de risco-país marca 329 pontos, número 15% mais alto que a pontuação de ontem.Na Europa, algumas das principais Bolsas perderam mais de 5% no fechamento, a exemplo de Londres (declínio de 5,30%), Paris (baixa de 5,04%). Em Frankfurt, as ações recuaram 4,23%. Nos EUA, a Bolsa de Nova York, de repercussão mundial, retrocede 4,15%. O mercado se ressente hoje das incertezas com a aprovação do pacote de US$ 700 bilhões nos EUA, que pode ser aprovado somente na quarta-feira. Analistas também reclamam que a divisão dos recursos em parcelas, sob supervisão do Congresso americano, tira poderes e rapidez de ação do Tesouro dos EUA num "momento crítico" para o sistema financeiro. Em novo pronunciamento hoje, o presidente George W. Bush disse que a aprovação do plano de US$ 700 bilhões no Congresso dos EUA será difícil, mas vai ocorrer. Na Europa, o noticiário econômico formam já começou a surpreender analistas e investidores. O banco alemão Hypo Real Estate somente escapou da falência graças a um crédito de 35 bilhões de euros, garantido essencialmente pelo Estado alemão. O britânico Bradford & Bingley (B&B), também é um dos gigantes europeus do setor de hipotecas, também teve que ter salvo pelo governo local. E nos EUA, o banco Citigroup, um dos maiores grupos financeiros do mundo e um dos mais atingidos pela crise das hipotecas, informou que irá adquirir as operações bancárias do rival Wachovia - quarto maior banco dos EUA - , com a assistência da FDIC (Corporação Federal de Seguro de Depósito, na sigla em inglês), órgão do governo que garante operações do setor bancário americano.

28 setembro 2008

"ESQUEÇAM O QUE EU DEFENDI"

Ao lembrar os 20 anos da Constituição de 1988, o presidente Lula reconhece que seu trabalho hoje seria mais complicado se a Carta atendesse o que ele pedia quando era deputado

Por Tiago Pariz e Gustavo Krieger, no jornal Estado de Minas

Brasília – Em 1988, o deputado Luiz Inácio Lula da Silva, então um sindicalista de cabelos e barbas negras, foi escolhido para fazer o discurso no qual o PT anunciava que votaria contra o texto final da nova Constituição. Num duro pronunciamento, acusou as elites brasileiras de mentir e manobrar para impor uma Carta conservadora e que não atendia os direitos dos trabalhadores. Vinte anos depois, as mudanças no presidente Lula vão bem além da barba grisalha e cuidadosamente aparada. Numa entrevista por escrito ao Estado de Minas, ele se desmanchou em elogios ao texto. E reconheceu que teria sido muito pior se o partido dele tivesse vencido. “Seria muito mais difícil governar o Brasil hoje se tudo o que o PT queria naquela época tivesse sido aprovado”. Fonte: Jornal Estado de Minas

27 setembro 2008

TSUNAMI AINDA NÃO ATINGIU O PAIS, MAS VAI.

A crise no sistema bancário nos Estados Unidos tem provocado quedas generalizadas nas bolsas de todo mundo e muitas dúvidas sobre a economia global.
A Bolsa de Valores de São Paulo também vem sofrendo com grandes quedas, o valor do dólar voltou a subir e o crédito internacional ficou mais difícil.
A seguir a BBC Brasil faz um resumo de alguns dos principais canais pelos quais a economia brasileira está sendo, ou pode ser, afetada.
Menos crédito
Uma das principais vias de contágio da crise internacional se dá por meio da falta de crédito. Com a crise atual, há menos dinheiro no mercado e bancos em todo o mundo estão mais cautelosos, têm diminuído seus empréstimos e cobrado mais caro por eles.
Na opinião do economista Nathan Blanche, da consultoria Tendências, é nessa área que está o maior perigo para a economia brasileira no médio e longo prazo. “As empresas devem conseguir continuar rolando suas dívidas, mas o mercado está mais difícil e algumas devem inclusive optar por não buscar dinheiro novo”, afirma ele. Fonte: BBC Brasil.

21 setembro 2008

ABIN E SUA MEIAS VERDADES


Como o Congresso quer mudar as regras para o trabalho dos arapongas e o Conselho Nacional de Justiça determinou mais controle sobre as autorizações de grampos, não cai bem para o governo sustentar um general desgastado pelo fato de ou ter propositadamente assumido meias-verdades diante do Congresso ou ignorar a atuação de seus subordinados.
Ação Ilegal. O general Jorge Felix (à esq.) negou por várias vezes o que depois se comprovou: seus agentes grampearam, sim, os Poderes de Brasília. Fonte: Isto É On Line.

19 setembro 2008

EXEMPLO DE HONRADEZ

Do vice-presidente da República, José Alencar Gomes da Silva (PRB):
“As manifestações de apoio são o meu retorno espiritual. O retorno na vida pública é o espiritual. Ninguém ingressa na vida pública para servir-se dela. Tem de ingressar é para servir. E outra coisa, a gente não tem de ter medo da morte, mas da desonra, como disse o grande filósofo grego”. O vice-presidente explica a sua preocupação:“ Se você tiver vida honrada, você, para os seus filhos, netos, amigos, para as pessoas com quem você convive, mesmo que tenha morrido, de fato jamais morrerá no coração delas. Mas se não tiver vida honrada, mesmo não morrendo, estará morto para todas essas pessoas. Elas não vão falar com orgulho nem que a conhecem”. Fonte: Blog das Eleições.

17 setembro 2008

LULA O CONTRA REVOLUCIONÁRIO

Lula confirma ajuda contra grupos armados na Bolívia
Um dia depois de o presidente boliviano, Evo Morales, pedir ao presidente Lula ajuda para desmantelar os grupos armados que supostamente operam no país com a ajuda de matadores brasileiros, que estariam sendo pagos para executar ações violentas, o presidente brasileiro confirmou que vai dar apoio logístico à Bolívia, no departamento de Pando, fronteira com o Acre. Em entrevista à TV Brasil, Lula afirmou que vai auxiliar com a venda de caminhões e ônibus ao Exército boliviano e com ajuda da Polícia Federal na fronteira, mas não enviará tropas para aquele país. Fonte: Diário do Pará. Leia mais clicando aqui...

12 setembro 2008

QUEM VAI SEGURAR O HOMEM ?


"Já ouviu a última do Lula? Não? Então ouça:
Sua Excelência saía do banho. Estava enrolado em uma toalha.
Deu de cara com uma das camareiras do Palácio da Alvorada. Súbito, descolando-se de sua cintura, a toalha foi ao chão.
A camareira deu um salto: “Ohhhh! Meu Deus!”.
E o presidente: “Sim, sim, claro. Mas pode me chamar de Lula”.
Pesquisa que acaba de sair do forno do Datafolha acomoda o brasileiro na posição da camareira da anedota.
Lula bateu seu próprio recorde de popularidade.
Nada menos que 64% da população considera o governo dele ótimo ou bom.
Há seis meses, o mesmo Datafolha atribuíra a Lula aprovação de 55%.
Um índice que já o colocava à frente de todos os presidentes eleitos após a redemocratização.
Agora, Lula torna-se um Super-Homem sem criptonita.
É um Batman sem Curinga. É um He-Man sem Esqueleto.
A julgar pela volúpia com que o disputam em todos os palanques de 2008, virou presidente sem oposição.
É a parte e o todo. É o sim e o não. É o fogo e a água. É o absoluto.
A caminho da canonização, logo, logo já não fará questão de ser chamado de Lula." Fonte: Blog Josias de Sousa.

11 setembro 2008

SERA O ESPETÁCULO DO CRESCIMENTO ?

PIB surpreende e cresce 6%
Aumento foi impulsionado pelos gastos do governo concentrados no primeiro semestre, consumo familiar e investimentos em produção.
Por Paulo Paiva, no jornal Estado de Minas, hoje.

"Os analistas previam alta entre 5,5% e 5,8%. Mas o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro surpreendeu e cresceu 6,1% no segundo trimestre do ano, na comparação com igual período de 2007. No acumulado do semestre, a alta atingiu 6%, também ante o mesmo período do ano passado. Na comparação entre o segundo trimestre e o primeiro, a elevação atingiu 1,6%. Ao todo, a economia movimentou R$ 716,9 bilhões no segundo trimestre e R$ 1,3 trihão no primeiro semestre. Os dados foram divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A base do crescimento do PIB foi o tripé gastos do governo, investimentos produtivos e consumo das famílias. E, por trás dos gastos governamentais, aparecem as eleições municipais de outubro, já que, pela legislação eleitoral, o governo foi obrigado a antecipar a alocação de recursos e contratações no primeiro semestre. O consumo do governo cresceu 5,3% no segundo trimestre e 5,6% de janeiro a junho. Segundo a gerente de contas nacionais do IBGE, Rebeca Palis, esse gasto ficou acima do constatado em períodos anteriores. “O ano eleitoral influenciou. Há limite de gastos durante a campanha, e a maior parte fica concentrada no primeiro semestre. O consumo do governo vinha crescendo entre 2% e 4% anteriormente. Essa elevação foi influenciada principalmente pelos estados e municípios”, afirmou. No primeiro trimestre, o consumo do governo já havia crescido 5,8% frente ao período correspondente no ano passado. Os gastos da administração pública, que englobam despesas com administração, saúde e educação e que têm peso relevante na economia, subiram 2,3% no segundo trimestre, na comparação com igual período em 2007. No primeiro trimestre, haviam apresentando expansão mais tímida, de 1,1%. “Se formos olhar o PIB pela demanda, os gastos correntes do governo cresceram 9,8% de janeiro a junho na comparação com o mesmo período do ano passado. Até julho, os gastos aumentaram 11,8%. Não estamos falando de gastos produtivos. São despesas com pessoal, Previdência e programas de assistência social. E, para compensar esses gastos, o governo aumenta impostos”, diz o professor Raul Velloso, especialista em finanças públicas. IMPOSTOS De fato, a arrecadação de impostos sobre produtos cresceu de forma mais significativa do que vinha sendo notado em períodos recentes. De janeiro a junho, foram arrecadados, em valores correntes, R$ 213,2 bilhões. Isso representa incremento de 8,3% sobre o verificado em igual período no ano passado. No segundo trimestre, a arrecadação foi de R$ 108,3 bilhões, 8,5% acima do constatado de abril a junho de 2007. Segundo Palis, o montante gerado com impostos sobre produtos teve elevação acima do Valor Adicionado a Preços Básicos (soma dos valores correntes dos setores produtivos da economia), que subiu 5,6% no semestre e 5,7% de abril a junho. O aumento na arrecadação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) contribuiu de forma decisiva para o resultado. “Há também o imposto sobre importação, cuja arrecadação cresceu 25% no trimestre e influiu no total dos impostos sobre produtos”, afirmou. No caso do investimento, foi o maior incremento para um semestre desde o início do acompanhamento da série verificada para o período, em 2000, com alta de 15,7%. Se analisado o período de três meses, foi o 18º aumento seguido. “A construção civil foi o destaque em termos de investimento. Contribuiu para isso também o maior número de obras públicas, entre as quais os projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)”, comentou Palis. E aí aparece, mais uma vez, o dedo do governo. Já o consumo das famílias, com alta de 6,7% de abril a junho, subiu pelo 19º trimestre consecutivo e atingiu R$ 258,97 bilhões, influenciado pelo aumento de 8,1% da massa salarial e de 32,9% do crédito para pessoas físicas. (Com agências)"

10 setembro 2008

USA QUER DERRUBAR EVO MORALES


"Se precisar, vai ter sangue. É preciso conter o comunismo e derrubar o governo deste índio infeliz.”Jorge Chávez, líder "cívico" de Tarija, um dos Departamentos rebelados contra o governo boliviano de Evo Morales.


"La Paz – Bolivianos de direita, contrários ao governo do presidente Evo Morales, ocuparam uma empresa distribuidora de gás natural em Villamontes, na Região Sudeste, informou ontem a distribuidora franco-brasileira Transierra. Um de seus diretores, Jorge Boland, disse que a invasão da unidade não afeta o abastecimento de gás ao Brasil e não deverá prejudica o suprimento das indústrias e residências de São Paulo. Os manifestantes têm o apoio de cinco dos nove governadores provinciais, que exigem autonomia para os departamentos (estados) que governam, em relação a La Paz. Outros grupos militantes bloquearam rodovias da Região Leste, barrando caminhões que transportavam gás liquefeito de petróleo e diesel. Os veículos também foram impedidos de voltar aos pontos de onde partiram. REFORMA Na madrugada de ontem, Morales anunciou uma grande reforma ministerial, mudando cinco ministros, de Hidrocarbonetos, Saúde, Desenvolvimento Rural, Planejamento e Microempresa. Entre os afetados pela mudança está o ministro Carlos Villegas, bastante conhecido dos brasileiros, por ser o responsável pelas atividades no setor de hidrocarbonetos, e que será substituído pelo dirigente da situação Saúl Avalos. Villegas voltou à pasta de Planejamento, que ocupara até 2006. Susana Rivero estava à frente do Desenvolvimento Rural e passou ao Ministério de Produção e Microempresas, após a renúncia do antecessor. Também foi substituído o ministro da Saúde, Walter Selum, por Jorge Tapia. Carlos Romero ficou com o Desenvolvimento Rural. Fonte: Jornal Estado de Minas." Assinantes click aqui.

08 setembro 2008

JORNALISTA FERIDA EM ATENTADO.

" Uma jornalista do Mato Grosso do Sul ferida num atentado : "É necessária a maior das vigilâncias em vésperas das eleições municipais" Comunicado em português
Repórteres sem Fronteiras tomou conhecimento com preocupação do atentado de que foi alvo, no dia 30 de agosto de 2008, em Japorã (Estado do Mato Grosso do Sul), Neiva Pinheiro Veiga, de 46 anos, diretora e colunista política do bi-semanário O Liberal.
“Felizmente, a vida de Neiva Pinheiro Veiga não está em perigo. Expressamos todo o nosso apoio à redação de O Liberal, e em particular ao seu editor, Celso Maciel Veiga, esposo da vítima. Congratulamo-nos igualmente pela detenção rápida de um suspeito. No entanto, relembramos que o país entra numa fase de campanha para as próximas eleições municipais e tememos que a imprensa, e especialmente a local, fique sujeita a ameaças e intimidações em determinadas regiões. Assim, solicitamos aos governos dos Estados e às autoridades federais a maior das vigilâncias. Por outro lado, esperamos que o móbil do atentado contra Neiva Pinheiro Veiga seja prontamente averiguado”, declarou Repórteres sem Fronteiras. " ... Reporteres Sem Fronteiras

01 setembro 2008

O ESTADO POLICIALESCO DE LULA E DO PT


Click no titulo e leia mais.
A Abin gravou o ministro
Diálogo comprova que espiões do governo grampearam o presidente do Supremo Tribunal Federal. Autoridades federais e do Congresso também foram vigiadas.

NA MOITA
Paulo Lacerda, diretor da Abin, está no epicentro do escândalo. Além de coordenar secretamente uma operação policial que nem o diretor da PF, Luiz Fernando Corrêa (à dir.), conhecia, a agência que ele dirige grampeou ilegalmente os telefones do presidente do Supremo Tribunal Federal, de ministros do governo Lula e de parlamentares.
INIMIGOS ÍNTIMOS
O ex-ministro José Dirceu teve seu escritório arrombado em São Paulo. Os ladrões só levaram a CPU do computador, embora houvesse outros objetos de valor. Dirceu aponta os espiões do governo como responsáveis pela invasão e acusa o ministro da Justiça, Tarso Genro, e a Abin de estarem por trás das ações clandestinas. A suspeita, gravíssima, já foi informada por Dirceu ao presidente Lula. O ex-ministro diz que foi advertido sobre a perseguição, que incluía grampos clandestinos em seus telefones e nos de seus familiares

Fonte: Veja On Line.

29 agosto 2008

PARA OS INIMIGOS A LEI, PARA OS AMIGOS A EXCESSÃO

Em nota, Polícia Federal nega que sofra pressão política
"A instituição afirma que tentou grampear Romênio Pereira, secretário nacional do PT, mas não teve sucesso por questões técnicas. Afirma ainda que investiga fatos independentemente dos partidos envolvidos
REDAÇÃO ÉPOCA
"Em referência à reportagem intitulada 'PF acobertou dirigentes do PT, dizem documentos', a Superintendência da Polícia Federal em Minas Gerais esclarece que: As investigações apontaram que o telefone móvel informado pela secretária de Romênio Pereira no diálogo com a secretária de João Carlos, publicado no site da revista Época, não era habitualmente utilizado por Romênio, mas apenas eventualmente. De outro lado, apurou-se ainda que nenhuma das conversas relevantes para as investigações foi captada do aparelho celular citado. O mesmo aconteceu com o número de telefone residencial de Romênio. Os contatos que poderiam apontar, em tese, indícios de delitos seriam realizados do telefone fixo do PT. A Polícia Federal empenhou-se sobremaneira na tentativa de interceptar o único telefone fixo significativo para a elucidação dos fatos, entretanto a operadora informou ser impossível viabilizar a autorização do STF, pois se tratava de PABX (DDR) com diversos números, o que ensejaria a captação simultânea de todos os ramais, acarretando a perda de ligações. Ainda segundo a empresa de telefonia, afastada a hipótese antes mencionada, a interceptação somente poderia ser realizada fisicamente no local (PT), o que poria em risco toda a Operação. (Ofício nº 039/2008 - BL-UIP/DPF/SR/MG, datado de 24 de abril de 2008. Ref.: Ofício nº 2091/R/2008 do Supremo Tribunal Federal, datado de 14 de abril de 2008). Não houve e não há qualquer pressão política sobre as ações da PF. A Polícia Federal investiga fatos e não pessoas. Os fatos investigados na Operação João de Barro alcançaram indistintamente prefeituras administradas por diferentes partidos, inclusive da base do governo, demonstrando a independência da atuação da Polícia que tem seu trabalho pautado unicamente em preceitos legais e constitucionais." Fonte: Revista Época

28 agosto 2008

PF A KGB DO GOVERNO LULA

"Novos documentos obtidos por ÉPOCA mostram que os policiais possuíam outros números de telefone do dirigente do PT, mas que nem sequer solicitaram autorização para grampeá-los. Conforme relatórios da própria investigação, a PF teve acesso aos números dos celulares de Romênio e mesmo ao telefone de sua residência, em Belo Horizonte. Numa investigação sobre corrupção, tráfico de influência e troca de favores, os grampos nos telefones de Romênio poderiam ser de grande utilidade para esclarecer as conexões do esquema. Mas os números do petista foram simplesmente ignorados. Pior: em relatório encaminhado ao ministro Cezar Peluso, os delegados alegam que não podiam realizar outras interceptações porque não conheciam outros números dos dirigentes do PT. Os documentos, agora, provam que isso não é verdade." Fonte: Site da Revista Época.

27 agosto 2008

Tolerância zero ao nepotismo em Minas

Por Juliana Cipriani
" Os agentes públicos e dirigentes de órgãos e entidades do Executivo e Legislativo mineiro no âmbito da administração estadual e dos 853 municípios terão que exonerar imediatamente os parentes contratados sem concurso público e estão proibidos de efetuar novas nomeações neste sentido. A recomendação para fazer valer a súmula editada pelo Supremo Tribunal Federal é do Ministério Público Estadual, que promete tolerância zero a quem mantiver contratações pela prática de nepotismo. Quem descumprir o teor do termo publicado hoje no Diário Oficial será acionado por crime de improbidade administrativa e estará sujeito, entre outras penalidades, à perda da função e ao ressarcimento dos valores pagos como salário. " Fonte: Jornal Estado de Minas.

26 agosto 2008

PERDE O PARENTE OU O MANDATO

Senadores terão que repassar à Mesa nomes de parentes para exoneração


"Depois da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de proibir a prática do nepotismo no país, os parlamentares terão que repassar à Mesa Diretora do Senado os nomes de seus parentes que ocupam cargos no Legislativo.O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse nesta terça-feira esperar que todos os senadores repassem os dados à direção do Senado, uma vez que não há controle sobre as indicações de cada parlamentar. Após o repasse, os senadores serão orientados a exonerar os parentes." Fonte: FolhaNews

24 agosto 2008

O SALTO HISTORICO DE MAURREM MAGGI

"Maurren se torna a 1ª brasileira a ganhar ouro individual em Olimpíadas. Logo na primeira tentativa, Maurren Maggi atingiu a marca de 7,04m no salto em distância e não foi mais superada. Ela conquistou o segundo ouro do Brasil nos Jogos de Pequim e se tornou a primeira brasileira a vencer uma prova individual em Olimpíadas. A atleta, que chegou a ficar afastada do esporte após ser pega no antidoping, foi aplaudida por mais de 90 mil pessoas durante sua volta olímpica." Fonte: Site da Rádio CBN.

Nosso biodiesel é de soja ! ? E agora Lula ?

"Hoje, quem sustenta o programa de biodiesel é a soja. A soja responde por 77% da produção de biodiesel. Em segundo lugar está o sebo bovino, com 22%; e por último vêm todas as outras culturas, onde está a mamona, com apenas 1%. É um quadro preocupante segundo o próprio presidente Lula, que inaugurou uma nova grande usina de biodiesel da Petrobrás em Quixadá, no Ceará.
“Produzir biodiesel da soja e transformá-la em matriz principal é um equívoco e um erro. A soja tem o seu preço determinado pelo mercado internacional, ou melhor, pela Bolsa de Chicago. Então, nós estamos fazendo programa e colocamos na lei um compromisso claro com a agricultura familiar”, discursou Lula." Fonte: site Globo Rual.

ESPIONANDO O ESPIÃO SÓ PARA CONFUNDIR

"GRAMPO DO GRAMPO O depoimento dos delegados da Polícia Federal Marcílio Zocrato e Alexandre Moretti à CPI dos Grampos na Câmara dos Deputados serviu para que os parlamentares tomassem conhecimento de um novo tipo de escuta telefônica: o grampo do grampo. É que a quadrilha flagrada pela Operação Ferreiro oferecia o serviço para detectar quem estava sendo investigado e escutado pela PF. Aí os suspeitos passavam a dizer coisas ao telefone só para confundir as investigações." Fonte: jornalista Batista Chagas, no jornal Estado de Minas

20 agosto 2008

FATOR PREVIDENCIÁRIO MATA O VELHO



Passe a frente. Quem não tem um aposentado em sua familia ? Mande para o seu deputado federal ou senador !

A inclusão do fator previdenciário aumentou o tempo de contribuição, postergou a idade de concessão do benefício, e alterou o montante arrecadado nas contribuições. Mesmo incluindo a expectativa de vida, a diferença do montante não foi tão significativa para a conta da Previdência. Desta forma o fator previdenciário além de escravilizar o trabalhador com a postergação da aposentadoria. De outro lado, o trabalho forçado com baixa remuneração diminui a qualidade de vida ao debilitar a saúde do trabalhador com aumento do custeio para a previdência que arca com os custos de afastamento e o Ministério da Saúde com medicamentos e internações. Fonte: FNE

UMA TUNDA NO DUNGA, O VALENTÃO


Treinador ainda disputará o bronze contra a bélgica. Mas Quem comandará a Seleção contra o Chile, dia 7, pelas Eliminatórias? Depois do fiasco em Pequim, é grande a chance de Dunga ser demitido. Principalmente porque o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, já estava muito insatisfeito com o fraco futebol do time, que também anda mal na competição classificatória para a copa do mundo.

19 agosto 2008

PATRUS NEGA APOIO A CHAPA DO PT

Segundo o Ministro Patrus Ananias: " Esclareço que não sou “comandante” do PT de Bocaiúva. Sou membro do diretório nacional, fui secretario-geral e presidente do PT em Minas, portanto tenho também atenção com o PT em todos os municípios, inclusive na minha terra onde, entretanto, não exerço uma militância maior.
Não obstante isso, comuniquei formalmente, em nome da minha coerência, especialmente considerando a situação de Belo Horizonte, que não participarei da campanha em Bocaiúva. Darei apoio formal aos candidatos a vereador, mas não apoiarei a chapa". Fonte: E-mail do Ministro ao Blogue do Noblat.

14 agosto 2008

OS DEPOIMENTOS E AS INTRIGAS

OPERAÇÃO SATIAGRAHA
Banqueiro acusa chefe da Abin. Em depoimento à CPI dos Grampos, Daniel Dantas diz que ação da PF foi armada por ex-delegado por vingança, para prejudicá-lo. Ele nega tentativa de suborno.
Por Ricardo Brito.

Brasília – Mesmo tendo em mãos uma liminar da Justiça que lhe garantia o direito de ficar calado, o banqueiro Daniel Dantas, do grupo Opportunity, depôs à CPI dos Grampos ontem. E falou bastante. Dantas acusou o chefe da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Paulo Lacerda, de estar por trás da Operação Satiagraha, que levou o empresário duas vezes para a prisão no mês passado. Sugeriu que a própria Abin e a Polícia Federal repassaram ilegalmente informações para a Telecom Itália, sua adversária numa disputa pelo controle da Brasil Telecom. E afirmou ainda que o delegado Protógenes Queiroz, responsável pela primeira fase da Operação Satiagraha, disse-lhe que iria investigar o filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No depoimento, Dantas afirmou que em novembro passado foi informado de que havia uma operação encomendada pela Polícia Federal contra ele, a pedido do diretor da Abin. Segundo Dantas, a futura operação seria uma represália a uma reportagem, de maio de 2006, que lhe atribuiu a autoria de um dossiê sobre supostas contas de Lacerda no exterior. Dantas disse que, para desmentir o teor da reportagem, fez vários comunicados públicos e enviou uma carta ao próprio Lacerda. Mesmo assim, ele diz ter sido informado de que Lacerda o prenderia. “Ele iria me botar um par de algemas”, disse Dantas. E afirmou ter ficado ainda mais preocupado com uma possível prisão depois de uma reportagem de 26 de abril, que antecipava as investigações da Operação Satiagraha. SUBORNO E ESCUTAS O banqueiro também negou ter articulado a tentativa de pagamento de propina feito pelo ex-presidente da Brasil Telecom Humberto Braz para que um delegado da PF o livrasse de investigações. Dantas disse que não conversou com Braz, libertado ontem pela Justiça, sobre essa tentativa de suborno. “Eu não tive contato com este assunto (propina) com o senhor Humberto Braz”, declarou. Dantas confirmou que o ex-deputado Luiz Eduardo Greenhalgh lhe disse ter telefonado para o chefe-de- gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto Carvalho, para levantar informações sobre uma futura operação da PF contra ele. “O Greenhalgh disse depois que tinha ligado (para Carvalho) para saber o motivo”, afirmou. Greenhalgh, segundo ele, foi contratado para intermediar a venda da Brasil Telecom – da qual ele era um dos sócios minoritários – para a Telemar, pois havia rumores de que uma operação da PF dificultaria a consumação da venda. O banqueiro disse que, durante um dos depoimentos que prestou à PF, o delegado Protógenes Queiroz afirmou que iria investigar Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, filho do presidente. Lulinha é dono da Gamecorp, que recebeu R$ 5,2 milhões da Telemar, atual Oi. Fonte: Estado de Minas

ESTA É A MELHOR OPÇÃO E SOLUÇÃO !

FRASE DO DIA
“O governo [federal] gasta demais e gasta mal. Muitos deles (gastos públicos) são incomprimíveis no futuro, sem que isso se transforme efetivamente em melhoria da qualidade do serviço público.”Aécio Neves (PSDB), governador de Minas Gerais

13 agosto 2008

PROTESTO PRÓ TIBETE EM BEIJIM

Um jornalista britânico foi detido nesta quarta-feira junto com ativistas pró-Tibete que tentavam protestar perto do estádio Olímpico de Pequim. Ele foi solto na seqüência, mas os oito manifestantes estão presos.
Um grupo de ativistas da organização Estudantes por Um Tibete Livre tentava exibir uma bandeira do Tibete no Parque de Cultura Étnica da China, próximo ao estádio Ninho de Pássaro.
O jornalista britânico John Ray, da ITV News, estava no local e foi preso pela polícia. Ele alega que estava cobrindo o protesto para sua emissora.
Os ativistas foram presos poucos segundos depois de começarem o protesto.
Agressão
Ray diz ter sido arrastado para um restaurante nas redondezas e posteriormente imobilizado por policiais.
"Eu tentei explicar para eles que eu era um jornalista britânico, mas eles não me deixaram nem sacar meus documentos de identificação", disse Ray a outros jornalistas.
"Eu fui agredido. Eles me arrastaram, me puxaram e me jogaram no chão. Agora eles estão me filmando", disse Ray ao repórter do jornal britânico The Guardian, enquanto era levado por policiais para uma viatura.
Mais tarde, Ray disse à agência de notícias AFP que ficou preso por 20 minutos. Ele afirma que foi solto, mas que seu equipamento ficou retido.
"Isso foi uma agressão na minha visão. Eu estou incrivelmente brabo com isso", disse ele à AFP. Fonte: BBC

12 agosto 2008

ESSA É DRÁSTICA, AGORA CONTA OUTRA

Deu no Correio Braziliense: " Empresa “recupera” contrato .
Mesmo depois de acusada pelo MP de fraudar licitação, Conservo vence concorrência no Ministério de Ciência e Tecnologia feita supostamente para substituí-la. Pasta nega irregularidade no processo.

De Leandro Colon e Marcelo Rocha:

O Ministério de Ciência e Tecnologia informou ontem que tomou uma medida drástica quando o Ministério Público Federal acusou a empresa Conservo de fraudar uma licitação na pasta em 2006: rompeu o contrato suspeito. Só que uma nova concorrência foi feita e quem venceu? A própria Conservo. Esse contrato foi prorrogado até 28 de fevereiro do ano que vem.
O ministério lavou as mãos com relação aos diálogos divulgados ontem pelo Correio que mostram representantes da empresa negociando com dois pregoeiros da pasta a vitória dela na concorrência ocorrida em fevereiro de 2006. Em nota divulgada ontem, o ministério alegou que uma sindicância interna concluiu pela “regularidade” da licitação.
Mas conversas gravadas pela Polícia Federal, que deram base à Operação Mão-de-Obra, mostram os pregoeiros Lorena das Graças e Wagner Vasquez Mello articulando com Paulo Duarte, da Conservo, a vitória da empresa na licitação para prestar serviços de mão-de-obra terceirizada por R$ 1 milhão. Assinante do Correio Braziliense leia mais em: Empresa “recupera” contrato."

11 agosto 2008

JORNALISTA SEM DIPLOMA, NOTÍCIA SEM QUALIDADE

Ministro do Supremo ainda não sabe como votar na questão do diploma.

Por Délio Rocha

“Ainda não tenho uma posição firmada. Vou analisar em profundidade os autos do processo para tomar a decisão que for melhor para a sociedade brasileira”.
A afirmação é do ministro do STF – Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Melo, que esteve neste último fim de semana em Belo Horizonte para participar do Congresso Jurídico promovido pela Associação Nacional dos Magistrados Estaduais, no Hotel Ouro Minas.
No sábado (dia 09), os diretores do SJPMG, Aloísio Morais, Délio Rocha e Luiz Carlos Bernardes (Peninha) e Aloísio Lopes, diretor da Fenaj, estiveram com o ministro para lhe pedir apoio no processo que julga a necessidade de formação superior em Jornalismo para o exercício da profissão e que aguarda julgamento do STF.
O ministro afirmou que, em princípio, é a favor que todos tenham liberdade de expressão, mas que, ainda, não tem uma posição formada sobre o exercício do jornalismo.
O presidente do SJPMG, Aloísio Morais, informou ao ministro que o acesso aos veículos pode ser conseguido por qualquer brasileiro, através do registro de colaborador, citando o exemplo de várias pessoas que não são jornalistas e que escrevem para os jornais e participam de programas jornalísticos do rádio e da televisão.
Disse, ainda, que para as tarefas descritas no decreto 972, que regulamenta a profissão de jornalista, deve se exigir formação superior para que a sociedade tenha acesso à informação de qualidade de acordo com os parâmetros éticos e com responsabilidade social.
O ministro Marco Aurélio de Melo pediu, então, aos diretores do SJPMG que lhe enviem um dossiê sobre o assunto, para que ele possa tomar a decisão que seja melhor para o Brasil e para a liberdade de imprensa em nosso País." Fonte: E-mail do SJPMG.

06 agosto 2008

DEPUTADO BURRO X DELEGADO INTELIGENTE

Deputado Burro: Marcelo Itagiba, do PMDB/RJ pergunta:
- Surgiram indícios ou provas de grampos ilegais por parte desse grupo [do Daniel Dantas], sim ou não?
Delegado Inteligente, Protógenes, da PF/DF, responde:
- Acredito que implicitamente já teria respondido sua indagação, tendo em vista quando disse da existência de dois processos em duas varas criminais de São Paulo que tratam do assunto de interceptação, se houve ou não interceptação clandestina. Minha afirmação em sim ou não é algo que foge meu alcance porque há segredo de justiça, mas foram coletados indícios e houve a abertura de ambos os processos.

01 agosto 2008

A PARCEIRIA NARCOGUERRILHEIRA DO PT


" Bogotá - A guerrilha colombiana das Farc manteve contatos com vários políticos brasileiros, entre eles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, revelou a revista colombiana Cambio nesta quinta-feira (31/07).A revista baseia sua informações no conteúdo de 85 e-mails encontrados no laptop de Raúl Reyes, o falecido número dois das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). "Os e-mails são apenas indícios de eventuais contatos entre as Farc e membros do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, pois nenhum desses políticos brasileiros enviou diretamente mensagens a guerrilheiros. Porém, eles deixam várias perguntas sem respostas, e exigem uma explicação do governo brasileiro", publicou a revista. O chanceler colombiano Jaime Bermudez confirmou nesta quinta-feira que a informação já foi transmitida ao governo do Brasil, e disse que "cabe agora a Brasília determinar as eventuais providências a serem tomadas". A maioria dos e-mails foi enviada entre fevereiro de 1999 e fevereiro de 2008, pelo falecido líder histórico das Farc, Manuel Marulanda, pelo chefe militar 'Mono Jojoy', por Reyes e pelo representante da guerrilha no Brasil, 'Oliverio Medina', mais conhecido como padre Camilo. "Os e-mails mostram que as Farc estabeleceram contatos com as mais altas esferas do governo Lula", afirmou a revista Cambio. Ainda segundo a revista, são mencionados nestes e-mails "cinco ministros, um procurador-geral, um assessor especial do presidente Lula, um vice-ministro, cinco deputados, um vereador e um juiz brasileiros". O chanceler Celso Amorim é um dos nomes citados, assim como Dirceu e o ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Robert Amaral. O secretário-geral da presidência, Gilberto Carvalho, também foi mencionado, assim como o assessor especial da presidência para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, o secretário para os direitos humanos Paulo Vanucci e a deputada Erika Kokay, entre outros. " Fonte: Correio Brasiliense.

31 julho 2008

O RECORDISTA DA BAIXARIA BRASILEIRA

O recordista: Do colunista Janio de Freitas na Folha de S. Paulo:
Lula: "Entre todos os países emergentes, o Brasil é o país que tem inflação mais baixa".
E crescimento econômico também. E meios econômicos de distribuição de renda também. E desenvolvimento educacional também. E assistência pública à saúde também. E previdência social também.

30 julho 2008

INIMIGOS MUITO INTIMOS

Deu no Correio Braziliense: " Inimigos muito íntimos

De Gustavo Krieger e Daniel Pereira:

O PT não gosta de dar publicidade aos acordos com os partidos de oposição, mas tais acertos fazem parte da estratégia petista para as eleições municipais deste ano. O objetivo é ocupar o maior espaço de poder possível no interior do país, seja elegendo prefeitos e vices, seja compondo alianças com chances de vitória que contribuam para o aumento do número de vereadores filiados à legenda. A aliança entre PT e PSDB, por exemplo, é mais comum do que se imagina.
As duas siglas estão juntas em 1.130 municípios, segundo dados compilados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e chancelados por dirigentes do PT. É praticamente uma parceria em cada cinco cidades brasileiras. O PSDB é o cabeça-de-chapa em 164 municípios. Já o PT, em 132. Nas demais localidades, estão lado a lado no palanque, mas o candidato é de outras legendas (ver quadro). Não chega a ser uma novidade. Em 2004, a aliança entre tucanos e petistas ajudou a eleger 149 prefeitos. Em 51 municípios, um dos dois partidos tem o prefeito ou o vice. Assinante do Correio leia mais em: Inimigos muito íntimos.

29 julho 2008

LULA ENTERRA BIODIESEL DE MAMONA

Deu na Folha de S. Paulo: Governo enterra de vez biodiesel feito só com mamona

De Humberto Medina:

Desde março não é mais tecnicamente possível produzir biodiesel usando apenas óleo de mamona. A oleaginosa, ex-vedete do programa, não reúne as condições técnicas definidas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) para composição do biocombustível.
Em 20 de março, o "Diário Oficial" da União publicou a resolução nº 7 da ANP. No documento, foram estabelecidos vários critérios físicos e químicos para o biodiesel. Pelos parâmetros, o biodiesel produzido apenas com mamona é muito viscoso e, por isso, não pode ser usado diretamente nos motores, pois poderia danificá-los.
A mamona sempre foi o carro-chefe do governo na propaganda do programa do biodiesel. Em vários discursos, o presidente Lula se referiu ao plantio da oleaginosa como uma alternativa para agricultores pobres do Nordeste. Assinante da Folha leia mais em: Governo enterra de vez biodiesel feito só com mamona

28 julho 2008

160 bilhoes por ano em corrupção

"Brasil perde R$ 160 bilhões por ano com corrupção e fraudes
As empresas e o governo brasileiros estão entre os mais expostos no mundo a crimes de colarinho branco, revela levantamento feito pela KPMG.
De acordo com estimativas da consultoria, o país perde anualmente cerca de R$ 160 bilhões ? ou 6% do Produto Interno Bruto (PIB, conjunto de bens e serviços produzidos no país) ? com corrupção e fraude, puxados principalmente pelos crimes de colarinho branco, como lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.
As operações suspeitas, detectadas por bancos e remitidas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), têm aumentado com força no Brasil." Fonte: Murilo de Aragão

23 julho 2008

A LISTA DOS SUJOS QUE DISPUTAM NAS CAPITAIS


Acaba de ser postada no site da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) o nome dos candidatos a prefeito e a vice-prefeito das 26 capitais do país que respondem na Justiça a processos de origem criminal ou eleitoral. O banco de dados será atualizado periodicamente com a colaboração de juízes eleitorais de todo o país. A intenção da AMB é facilitar o acesso da população a informações públicas que podem interessar aos eleitores na hora de definir seu voto.

20 julho 2008

Dia da Liberdade



BOGOTÁ - Os colombianos saíram às ruas neste domingo para protestar contra os seqüestros que atormentam o país em suas quatro décadas de conflito armado. Os manifestantes têm como lema que neste ano a data de 20 de julho, o Dia da Independência do país, deveria ser chamada de "Dia da Liberdade", em nome das 2.800 pessoas mantidas reféns em acampamentos isolados nas montanhas e na selva. A ex-refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Ingrid Betancourt liderou uma manifestação semelhante em Paris, na França, de onde mandou um recado para o líder da guerrilha que a manteve em cativeiro por mais de seis anos. (Veja imagens das manifestações em Paris e Bogotá). Fonte: Globo.

18 julho 2008

A CORRIDA RUMO A PREFEITURA DE BEAGA

"Conforme pesquisa realizada em 9 de julho pelo Instituto EM Data, Márcio Lacerda tem 4% dos votos, empatado com Sérgio Miranda (PDT). Na frente está a deputada federal Jô Moraes (PCdoB), com 14%, Leonardo Quintão (PMDB), 10%, e Vanessa Portugal (PSTU), com 5%. Gustavo Valadares (DEM) tem 2% e Jorge Periquito (PRTB) e Pedro Paulo (PCO) ficaram em último, com 1% cada um. “A minha experiência pessoal diz que só após o programa eleitoral que a campanha começa a tomar suas definições. É aí que a população como um todo passa a identificar o que cada uma das propostas representa, e a candidatura de Márcio Lacerda, para mim, é a que tem melhores condições de dar continuidade a um projeto aprovado pela população de Belo Horizonte”, disse, referindo-se à parceria entre governo e prefeitura." Instituto EM Data.

17 julho 2008

DEU NA FOLHA DE HOJE

" E-mails interceptados pela Operação Satiagraha da Polícia Federal indicam que os advogados do banqueiro Daniel Dantas manobraram, para que caísse no plantão do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, o pedido de liminar no habeas corpus impetrado por Dantas em junho, concedido duas vezes na semana passada, informa nesta quinta-feira reportagem de Rubens Valente, publicada pela Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).
Segundo a reportagem, nos e-mails, o advogado e ex-ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Luis Carlos Lopes Madeira, que faz parte do corpo de advogados de Dantas, sugeriu que a liminar fosse pedida quando o relator do habeas corpus, o ministro Eros Grau, estivesse de férias.
Pelas normas do tribunal, no recesso, quem recebe os pedidos de liminar em caso de réu preso é o presidente do STF, Gilmar Mendes.
A Folha informa que, num dos e-mails, Madeira escreveu: "Insisto que não estou pensando no STJ. No STF, quem estará na presidência é o ministro Gilmar ou o ministro Cezar Peluso".
A reportagem está na edição da Folha desta quinta-feira, que já está nas bancas. da Polícia Federal indicam que os advogados do banqueiro Daniel Dantas manobraram, para que caísse no plantão do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, o pedido de liminar no habeas corpus impetrado por Dantas em junho, concedido duas vezes na semana passada, informa nesta quinta-feira reportagem de Rubens Valente, publicada pela Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).
Segundo a reportagem, nos e-mails, o advogado e ex-ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Luis Carlos Lopes Madeira, que faz parte do corpo de advogados de Dantas, sugeriu que a liminar fosse pedida quando o relator do habeas corpus, o ministro Eros Grau, estivesse de férias.
Pelas normas do tribunal, no recesso, quem recebe os pedidos de liminar em caso de réu preso é o presidente do STF, Gilmar Mendes.
A Folha informa que, num dos e-mails, Madeira escreveu: "Insisto que não estou pensando no STJ. No STF, quem estará na presidência é o ministro Gilmar ou o ministro Cezar Peluso".
A reportagem está na edição da Folha desta quinta-feira, que já está nas bancas. "