Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

10 julho 2006

PRESENÇA DE NEWTON RACHA PT EM MG

Prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel diz que não fará campanha para o ex-governador e partido indica suplentes na tentativa de conter crise.
Por Alessandra Mello e Patrícia Aranha do Estado de Minas.
No segundo dia da campanha eleitoral, o PT mineiro explicitou seu racha. Depois de uma semana tensa em que os petistas que resistem a candidatura de Newton Cardoso (PMDB) ao Senado, tentaram até o penúltimo dia do prazo eleitoral, na terça-feira, que o presidente do partido, Nilmário Miranda, aceitasse a decisão do encontro estadual e indicasse um segundo candidato do PT ao Senado na mesma coligação, o prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), avisou que não fará campanha para Newton. No mesmo momento em que o prefeito dava entrevista, o diretório estadual anunciava oficialmente os suplentes do candidato da coligação ao Senado. Os nomes foram escolhidos depois de um jantar entre Newton, Nilmário, os deputados Virgílio Guimarães e Rogério Correia, que durante a convenção da última sexta-feira, defendiam a candidatura própria. Nos últimos dias, o PT nacional e o Planalto se apressaram em desmentir qualquer pressão em favor de Newton durante a convenção, em que o ex-presidente Itamar Franco perdeu a indicação para o Senado. Newton tem se vangloriado de uma suposta "amizade antiga" com Lula, mas três petistas que participaram da reunião entre o presidente, o vice José Alencar, ministros do PT mineiro, Nilmário, o prefeito Fernando Pimentel e os peemedebistas que acompanharam Newton em Contagem, garantem que Lula nunca orientou os petistas a abrirem mão da candidatura própria em favor de Newton. Não faltaram pressões do PMDB, mas Lula preferiu falar pouco. Cautelosos com o clima tenso no PT, Nilmário e Newton começaram a campanha em suas bases eleitorais: Contagem e Pitangui. No primeiro dia, em caminhada na capital, sem Newton, Nilmário não contou com a companhia do prefeito Fernando Pimentel Tentativa Na tentativa de demonstrar unidade, o PT convocou o diretório estadual para anunciar oficialmente os suplentes de Newton Cardoso e negou que o partido tenha tido dificuldades para fazer essa escolha, por causa da resistência interna ao nome do ex-governador. O anúncio dos suplentes, o ex-diretor da Delegacia Regional do Trabalho, Carlos Calazans,, e o ex-prefeito de Ilicínea, no Sul de Minas, José Nicodemos de Oliveira, conhecido como Zezão, foi feito pelo deputado federal Virgílio Guimarães. Falando em nome de Nilmário, ele afirmou que a escolha é a "prova cabal e definitiva" de que o PT entrou "nessa eleição para ganhar" e que a chapa para o Senado "tem o rosto do PT histórico e demonstra que o partido conseguiu superar as arestas da montagem da coligação". Ele admitiu que a escolha do nome de Newton, adversário de longa data do PT mineiro, trouxe tensões para dentro do partido, mas negou que nenhum petista queria aceitar ser suplente do ex-governador. Na quarta-feira, o PT registrou como suplente no TRE dois nomes provisórios até conseguir chegar a um acordo sobre os indicados. Segundo Virgílio, Calazans foi escolhido por ter "inteira confiança do Pimentel", apesar de não ter sido indicado por ele, e pela sua capacidade de agregar votos para a campanha de Newton na região metropolitana, onde o candidato teria mais dificuldades. O nome do ex-governador foi citado apenas uma vez durante o anúncio dos suplentes. Em todas as outras, foi chamado de "titular da vaga do Senado". Primeiro suplente de Newton, Calazans disse que aceitou desistir de sua candidatura a deputado estadual para aceitar a "missão" e disse que sua escolha contou com o aval do presidente Lula, do vice-presidente José Alencar e do prefeito da capital.

5 comentários:

Nat disse...

Hehehe... fogo amigo e o PT... tudo a ver!

Stella disse...

pergunta:Lula conseguirá minar o PMDB ou será refém ?

Saramar disse...

Espero que todos percam.

Letícia disse...

Minha familia em Minas somos mais de 50 eleitores, com certeza ninguén, ira votar nesta coisa Newton Cardoso, aliás os candidatos de Minas que se preparem, os nossos votos eles nao iram levar nao uai!!!

Letícia disse...

quis dizer irão