Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

25 setembro 2006

O MEGALOMANIACO E MITOMANIACO GOVERNANTE DO BRASIL

O jornal argentino,"La Nación" indica que as declarações do presidente Lula tem costumeiramente a característica da megalomania. "Em seus discursos repete que ´nunca neste país´ as coisas funcionaram tão bem".
A menos de uma semana das eleições presidenciais brasileiras, os argentinos estão de olho na campanha política no país vizinho. Motivos não faltam, já que o Brasil é o maior parceiro comercial e político da Argentina. A cobertura do movimento dos candidatos é intensa, e aumenta enquanto aproxima-se o dia decisivo de ir às urnas.
Na semana passada, em entrevista à revista Economist, Lula disse que não tem pressa: "Primeiro, queremos consolidar a base macroeconômica do Brasil, para alcançar um ciclo de crescimento que possa durar por dez, 15 anos, algo que os economistas chamam de crescimento sustentável". Arealidade, no entanto, não espera. O país exibe um desempenho econômico pífio num momento em que tudo parece jogar a favor. O mundo vem comprando muita matéria-prima - terreno em que o Brasil é grande fornecedor. O mercado internacional tem dinheiro sobrando à procura de países atraentes para investir. E há muito tempo não ocorre uma crise financeira internacional - um alívio para quem, no final dos anos 90, se esborrachou com as quebras das economias da Ásia, da Rússia e da Argentina. "Todos os países estão competindo pelos investimentos produtivos, e o Brasil não pode perder tempo", afirma Roger Agnelli, presidente da Vale do Rio Doce, maior mineradora de ferro do mundo. "Aqui as coisas demoram para andar e no mundo dos negócios isso é um problema sério." O economista brasileiro José Alexandre Scheinkman, professor da Universidade Princeton, gosta de sublinhar uma tese: falta ao país "senso de urgência". Fontes: G1

4 comentários:

Guilherme Roesler disse...

Jarbas, isso é sinal de esquizofrenia pura ou ele viver na em outro planeta. Abração, Guilherme

fabricio lima disse...

ola jarbas tudo bem contigo? desejo que tua semana seja muito proveitosa e que o aparte continue nos dando muito informação e informação de qualidade como vc sempre faz. abraços e ate mais.

Stella disse...

é o fim daquilo que nunca foi: um estadista
a máscara caiu

Passarim disse...

Gilherme,

Você está certo, você conseguiu explicar o que só Freud, explicaria. De fato o diagnostico está correto, é esquizofrenia mesmo. Megalomaníaco é um dos sintomas do PMD - Psicótico Maníaco Depressivo, o outro sintoma e a Mitomania e o conjunto destes sintomas são a Esquizofrenia, ou seja, loucura. O homem pirou de vez, agora ele quer ver o conteúdo do que não existe. Assim só tem um jeito, internação e tratamento de choque. Um louco no poder era o que nos faltava. Abs. Jarbas