Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

01 agosto 2008

A PARCEIRIA NARCOGUERRILHEIRA DO PT


" Bogotá - A guerrilha colombiana das Farc manteve contatos com vários políticos brasileiros, entre eles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, revelou a revista colombiana Cambio nesta quinta-feira (31/07).A revista baseia sua informações no conteúdo de 85 e-mails encontrados no laptop de Raúl Reyes, o falecido número dois das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). "Os e-mails são apenas indícios de eventuais contatos entre as Farc e membros do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, pois nenhum desses políticos brasileiros enviou diretamente mensagens a guerrilheiros. Porém, eles deixam várias perguntas sem respostas, e exigem uma explicação do governo brasileiro", publicou a revista. O chanceler colombiano Jaime Bermudez confirmou nesta quinta-feira que a informação já foi transmitida ao governo do Brasil, e disse que "cabe agora a Brasília determinar as eventuais providências a serem tomadas". A maioria dos e-mails foi enviada entre fevereiro de 1999 e fevereiro de 2008, pelo falecido líder histórico das Farc, Manuel Marulanda, pelo chefe militar 'Mono Jojoy', por Reyes e pelo representante da guerrilha no Brasil, 'Oliverio Medina', mais conhecido como padre Camilo. "Os e-mails mostram que as Farc estabeleceram contatos com as mais altas esferas do governo Lula", afirmou a revista Cambio. Ainda segundo a revista, são mencionados nestes e-mails "cinco ministros, um procurador-geral, um assessor especial do presidente Lula, um vice-ministro, cinco deputados, um vereador e um juiz brasileiros". O chanceler Celso Amorim é um dos nomes citados, assim como Dirceu e o ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Robert Amaral. O secretário-geral da presidência, Gilberto Carvalho, também foi mencionado, assim como o assessor especial da presidência para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, o secretário para os direitos humanos Paulo Vanucci e a deputada Erika Kokay, entre outros. " Fonte: Correio Brasiliense.

Um comentário:

Magui disse...

É verdade.Eu também fiz o meu texto.Todos os brasielrios deviam protestar mas preferem sair às ruas pela morte de alguém da família, todos os blogueiros precisam manifestar-se para fazer valer um blogue.