Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

18 março 2007

DIVIDINDO A FAZENDA DOS SARNEY

Depois de ter perdido a posse, digo, o Governo do Estado, Comissão aprova plebiscito sobre divisão do Maranhão

Se depender do senador José Sarney (PMDB-AP) e de seus aliados, o Brasil terá mais um Estado: o Maranhão do Sul, cuja capital será a cidade de Imperatriz. De acordo com a Folha de S.Paulo e o Estado de S.Paulo, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta semana a realização de plebiscito para que o eleitorado do Estado opine sobre a divisão do território. Entre os 49 municípios que fariam parte do Maranhão do Sul está "Governador Edison Lobão", em homenagem ao autor da proposta, senador Edison Lobão (PFL-MA). Com 150 mil km2, o novo Estado abocanharia quase a metade da área do Maranhão e seria o quinto maior Estado nordestino. Apesar de seu domicílio eleitoral ser no Amapá, Sarney mora no Maranhão e é lá a base eleitoral de seu grupo, que inclui os filhos Roseana Sarney (PMDB) e Sarney Filho (PV). Nas últimas eleições Roseana foi derrotada na disputa para o governo do Estado por Jackson Lago (PDT), no primeiro revés eleitoral da família Sarney no Maranhão em 40 anos.
Leia ainda as manchetes do principais jornais do País:
Folha de S. Paulo: Chuva causa trânsito recorde em São Paulo;
O Estado de S. Paulo: China admite propriedade privada;
O Globo: Uso de laranja complica a nomeação de ministro;
Correio Braziliense: Kombistas do DF imitam pcc e incendeiam ônibus;
Zero Hora: Exploração sexual: Na trilha das meninas raptadas:
Valor Econômico: Mais disputa nos cartões; e
Gazeta Mercantil: Chip brasileiro, disposição alemã.

6 comentários:

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jarbas:

A isso já se deve chamar impunidade, falta de caracter.
Não é compreensivel que se redesenhe o Brasil "á vontade do freguês".
Boa semana.
Um abraço,

cilene disse...

Acho que os estados brasileiros deveriam ser menores..mas nao assim para continuar mantendo a boa vida de determinadas familias..

Antonio Carlos S. Monteiro disse...

Imagine a criação de novos governos estaduais, as assembléias legislativas, os tribunais de Justiça, os tribunais de Conta, o Ministério Público, fundações, autarquias... E o bolso do contribuinte...
O pacto federativo que já da migalhas pro Maranhão, vai enfraquecer ainda mais com a divisão. Criando uma estrutura fragilizada e livre pras malversacoes.

O povo é quem decide...

Saramar disse...

Jarbas, boa noite.
Mais um feudo para os Sarneys da vida, sem contar as despesas enormes que representará esse novo estado.
A população, entretanto, continuará miserável.

beijos e boa semana para você.

Ricardo Rayol disse...

É isso aí meu amigo, como a grana que ele recebe do governo minguou resolveu crir um estado para aumentar a mordida em nossos impostos.

Anônimo disse...

seria bom que o estado fosse dividido,pois seria mas fácil pra governar e atender todas necessidades da população.Mas por outro lado seria mas recursos a ser dado pra familia sarney,é isso que o sarney quer é um estado pra governar e iria continuar a mesma pobreza com está.