Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

06 fevereiro 2007

BALA METEÓRICA PERDIDA NO ESPAÇO

Peguei este texto da internet, acho que foi o Jarbas quem escreveu, interessante.
O Planeta Destruidor

"Não quero ser alarmista. Mesmo porque não vai adiantar muito. Muito menos profeta do apocalipse. Mas acredito que não devemos ficar na ignorância. A minha opinião sobre algo dito "místico" ou duvidoso é a mesma da do autor da frase: "Não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem". Depois de coletar informações que me chegavam dos mais diversos ramos científicos, místicos, espirituais, ou canais de informação, como a Internet, cruzei dados interessantes à respeito de um planeta que se aproxima do planeta Terra, e cuja gravidade foi a responsável pelo desvio do eixo da Terra, milênios atrás, e, pelo visto, será novamente. Há tempos atrás eu já sabia (graças a escritos Sumérios) da (provável) existência de um planeta cuja órbita se estendia por outros sistemas solares. Agora tenho uma descrição melhor, coletada a partir de uma fonte que preferimos que fique anônima, mas cuja origem veio de uma lista de discussão pela Internet:
Transcrição: Sobre o tal planeta, tenho até receio de abordar esse assunto aqui, já que as informações que possuo são de fontes quentíssimas, as quais não posso citar (pois é, vão falar um monte por eu não poder comprovar nada, mas quem quiser aproveitar as informações que aproveite, quem não quiser por favor não me acuse de ser fantasioso, porque sou um pai de família muito sério). Há uma presença constante em muitas lendas e escritos antigos falando de um certo planeta ou astro que visitaria a Terra periodicamente. Os espíritas o chamam de Planeta X; o Apocalipse, de Absinto; os Babilônios, de Nibiru; o pessoal da Gnose, de Hercólubus; mas parece que o nome mesmo é Marduk, que é como os Sumérios o conheciam. O aparecimento cíclico deste corpo celeste está milenarmente ligado a catástrofes e fins de civilizações. Bem, a informação que tenho é que o tal planeta é muito grande, pouco maior que Netuno, e tem uma órbita extremamente elíptica, com um perigeu (distancia máxima do Sol) de 400 ou 500 unidades astronômicas (1 u.a.= distância da Terra ao Sol), e um perigeu de umas 4 ou 5 u.a. (entre o Cinturão de Asteróides e Júpiter). Ou seja, a maior parte do tempo ele fica longe demais do Sol (daí a dificuldade de detecção). Parece que ele é dotado de uma espécie de camada artificial sobre a atmosfera, para conservar o calor, a qual esta em infravermelho, fora do espectro visível. Lembro que apenas em 1997 é que foi encontrado o chamado décimo planeta, a uma distancia de cerca de 120 u.a.! (Plutão dista do Sol quase 40 u.a.). Imagine 500!
A aproximação deste corpo poderá causar seríssimas perturbações na Terra e em outros planetas, daí a correlação toda com várias profecias, e isto, se ocorrer, deverá ser nos próximos anos. É claro que ele já foi detectado por astrônomos (senão eu não estaria sabendo de nada), e pode ter certeza que a preocupação nos meios de Inteligência norte-americanos é enorme. - Fim da transcrição." Fonte: produto de muita leitura, sem observão astronomica. Acredite se quiser !

2 comentários:

Cristina Lima disse...

Esses assuntos são tão interessantes quanto assustadores.
Isso renderia uma noite inteira de divagações , muitas garrafas vazias e uma das soluções seria: "garçon, a saideira!"
beijos

Antonio Carlos S. Monteiro disse...

Que assunto sinistro. Mas se for verdade, espero de coração que caia em cima dos mentirosos, chupistas, vigaristas, ladroes, gatunos, trabuqueiros dos dinheiros públicos, dos espertos fugitivos da cassação,dos levadores de dólares na cueca, dos carrapatos infectos que paralisam nosso País.
Eu que agradeço sua ilustre sua visita.
Abs.