Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

11 novembro 2006

BUSH REPROVADO, COMEÇO DO FIM.

Por Diogo Schelp, para Veja On Line.
"Os americanos entenderam, finalmente, o que o resto do planeta sabia havia bastante tempo: George W. Bush está errado. O massacre eleitoral do Partido Republicano, na semana passada, teve o impacto de um Tomahawk junto à Casa Branca. O foguete trouxe a mensagem de que os americanos querem mudanças de curso no governo, sobretudo na condução da guerra no Iraque. Em uma reação instintiva, o presidente demitiu o secretário de Defesa, Donald Rumsfeld, arquiteto do fiasco iraquiano. Bush não é agora apenas um pato manco – como os americanos definem seus presidentes fracos sem direito a disputar outros mandatos –, mas também um pato depenado. Minoritário no Senado e na Câmara dos Deputados, Bush agora vai governar de mãos dadas com seus inimigos, os democratas. Não pode haver pior cenário para alguém que parecia exercer um poder dinástico. Agora George W. Bush, filho de George (ex-presidente dos Estados Unidos) e irmão de Jeb (governador da Flórida), terá de aceitar a coabitação com a gentinha que ele até a semana passada desprezava." Fonte: Veja On Line. Leia mais aqui.

4 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Eu, eu, eu, o Bush se deu mal. Agora quero ver ele sair fora do iraque ou talvez deixe esse abacaxi pro próximo dono do mundo.

Kafé Roceiro disse...

Bush está colhendo o que plantou. Vejamos daqui uns meses o que se passará. Amigão, eu não entendi bem o que me pediu há uns dias atrás! Me explique melhor. Acho que estou um pouco lerdo, pois meu velho está no hospital. Mas farei com prazer o que me pedir.
abraços do Kafé.

Stella disse...

pelo menos lá o povo soube dar o recado, enquanto aqui .....
e tem outra grande diferença, independente de quem seja o presidente lá, se é para defender os interesses da nação, todos se unem, enquanto aqui é só para o butim

Luana Caldas disse...

Caiu a ficha.