Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

07 dezembro 2006

RELATORIO APONTA FALHAS DESDE 2001

INCOMPETÊNCIA E IRRESPONSABILIDADE PÔE EM RISCO VIAGENS AÉREAS
"São Paulo, 23 de Maio de 2001.
Do: Adjunto Operacional APP SP
À: SIPACEA SP A/C Sr. Maj. Av. Gildo Serapião

Assunto: RELATÓRIO DE PERIGO SOBRE COMUNICAÇÕES
Local: TERMINAL SÃO PAULO
Envolvidos: APP SP/ DPV SP/ DT SP/ S.I.T.T.I.

Informo-vos que a péssima qualidade das freqüências (interferências) e a instabilidade da P.O. S.I.T.T.I. continuam comprometendo a segurança do serviço prestado pelo APP SP.
Ontem, 22/05/01 por volta das 23:00P todas a freqüências e telefones do APP sairam novamente do ar por 15 (quinze) minutos, não aceitando reset e obedecendo apenas a intervenção do técnico de plantão na central S.I.T.T.I. que fica no pavimento inferior. Esta situação de extrema gravidade foi presenciada pelo Chefe do APP SP.
O fato tem se repetido ao longo desses doze meses, pois, conforme reportado em relatório anterior, no dia 26 de maio do “ano passado” (26/05/00 – Sexta-feira – 20:00P), permanecemos 22 minutos sem qualquer comunicação, gerando conflitos de tráfego graves em dois pontos da TMA. Desde então, por inúmeras vezes, tivemos queda de uma ou mais freqüências em horários diversos. O fato tem se tornado tão corriqueiro, que as situações onde o controlador consegue resetar e restabelecer as comunicações, já não são mais reportadas no Livro de Registro de Ocorrências do APP.
Ressalto ainda que, sendo a P.O. - S.I.T.T.I. “integrada” (VHF/Telefonia), quando esta cai, deixa o Controle de Aproximação isolado, sem comunicação não só com as aeronaves, como também com todos os órgãos do SICEAB, impedindo a coordenação necessária e de extrema urgência. Nesses casos os controladores recorrem às ligações locais e interurbanas de uma linha comercial do PABX que fica em uma posição remota dentro da Sala IFR, porém, distante das consoles operacionais.
Uma vez que o histórico comprova a existência desse risco crônico, reafirmo a necessidade da adoção de um sistema paralelo que “bypasse” a P.O em caso de queda, garantindo a continuidade do serviço com segurança.
Atenciosamente,
Mário Celso Rodrigues – SO BCT TSCEA / Adj.Operacional APP SP". Fonte: G.1

3 comentários:

Stella disse...

isso não é incompetência e irresponsabilidade, é CRIME

Ricardo Rayol disse...

Se fosse um problema náutico seria um problema desde 1500

Raphael disse...

E os controladores de vôo do dia do acidente serão indiciados...

A corda realmente arrebenta sempre do lado mais fraco... ou alguém pensa em indiciar o alto comando omisso?