Jornalista Jarbas Cordeiro de Campos

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Jornalista formado pela FAFI-BH,especializado em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela ESPMG. "O Tribunal Supremo dos EUA decidiu que "só uma imprensa livre e sem amarras pode expôr eficazmente as mentiras de um governo." Nós concordamos."

23 janeiro 2007

TRABALHADORES TRAINDO TRABALHADORES, É O CUMULO !

Inacreditável ! É o cumulo ! 50 anos depois, a historia se repete. Agora, desta vez por um Governo que se intitula do Partido dos Trabalhadores, que sempre combateu ou que mais fez oposição a qualquer iniciativa ou projeto que colocasse em risco recurso de trabalhadores, agora venha propor a utilização do dinheiro do trabalhador para financiar iniciativas do Estado. Que garantia teremos ? A ministra-chefe da Casa Civil promete um rendimento maior na transferência dos recursos do FGTS para Fundo de Infraestrutura e participação no gerenciamento. Mas é pouco e não dá para confiar.

O FGTS - Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, criado para substituir ou melhor compensar a perda da estabilidade no emprego é, segundo a lei que o criou, um recurso/dinheiro do trabalhador que lhe descontado mensalmente do salário e a este deverá ser restituído em caso de dispensa do trabalho ou quando quiser poderá utiliza-lo para aquisição de casa própria e mais alguns casos excepcionais. É dinheiro do trabalhador, administrado por Conselho de Representantes de Trabalhadores. Rende muito pouco, salvo engano menos do que uma caderneta de poupança. O rendimento do FGTS é tão insignificante que mais vale dizer que a CEF – Caixa Econômica Federal usufrui deste fundo gratuitamente. Mas enfim é dinheiro do trabalhador e quem toma conta dele é o Governo através da Caixa Econômica Federal.

Na década de 50, cada segmento de trabalhador tinha seu Fundo de Previdência que lhe garantia a aposentadoria após trinta ou trinta e cinco anos de serviços e quem administrava os recursos também eram os trabalhadores, mas os recursos ficavam em depósitos em instituições financeiras estatais. E deu no que deu. O Governo com o mesmo argumento de hoje pegou os recursos dos fundos de previdências investiu em infraestruturas e outras coisas mais e pouco depois, não tendo como pagar ou repor o dinheiro da previdência ou seja da aposentadoria do trabalhador, extinguiu com os institutos estatizando a previdência do trabalhador que até hoje se encontra deficitária.

A Força Sindical e a Confederação Geral dos Trabalhadores devem entrar hoje com ação no Supremo Tribunal Federal contra o uso dos recursos do FGTS em investimentos de infra-estrutura, previstos no Programa de Aceleração do Crescimento anunciados ontem. A Força avalia que o governo foi arbitrário ao incluir a proposta no pacote sem dar ao trabalhador o direito de optar pelo investimento. A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse que a aplicação dos recursos no fundo de infra-estrutura pode ser muito rentável.

13 comentários:

CAntonio disse...

Caro Jarbas,


E como diria um velho sábio, mas pouco prudente:

"Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa" ou então o que se diz por esse Brasilzão afora: Farinha pouca o pirão é meu.

Quando na oposição tudo era motivo de revolta. O tempo passou e elles gostaram do poder: não querem sair mais, nunca mais.

Olho nessa gente.

SDS

Ricardo Rayol disse...

Essa ação contra a medida é pra se ver como é que é a confiança do trabalhador no governo dos trabalhadores

fabricio lima disse...

é o presidente dos pobres. de espirito, de consciencia......

Cristina Lima disse...

Oi Jarbas!
A cada dia que passa a decepção é maior. Você disse bem trabalhadores traindo trabalhadores, ou seja , a sigla PT agora é Partido dos traíras.
beijos.

Ed disse...

Absurdo mesmo. Ouvi hoje na CBN: "governo afirma que uso do fgts não afetará o povo". É pra rir mesmo. "Nada" neste país afeta o povo.

Stella disse...

olá Jarbas, que bom que voltou.
só falta esse desgoverno ressucitar aquela campanha: ouro para o bem do país
lembra? o que tinha de miserável doando a aliança?

Guilherme Roesler disse...

Passarim,

vai entender, vai entender....

Saramar disse...

Jarbas, bom dia.

Este é o plano para benefficiar novamente os banqueiros a acabar com o que ainda resta de patrimônio dos trabalhadores.
Imagine se este não fosse o governo dos trabalhadores, hein????
O cinismo deles nunca para de ser provado.

Aproveito para convidá-lo e aos seus leitores para conhecer o Movimento Evolução, apartidário e que tem como objetivos: 1. Criar uma rede de blogs amigos para divulgar idéias sobre educação e conscientização política. 2. Mobilizar blogs, mídia, artistas e outros formadores de opinião em uma campanha permanente pela transparência e coerência na política brasileira. 3. Informar, divulgar e discutir assuntos relacionados à cidadania. 4. Exigir dos nossos representantes, no Congresso, a defesa dos interesses dos cidadãos. Visite-nos: http://movimento-evolucao.blogspot.com e participe do nosso novissimo fórum. Obrigada.

beijos e bom domingo.

Blogue da Magui disse...

Eu tb fiz um texto sobre este assunto mas sem a sua categoria.Mas ainda pior é o governo acreditar que a riqueza nacional é fomentada pelo dinheiro rendendo nos bancos.

Passarim disse...

Pessoal,

Estou teclando de uma Lan House, pois depois de 30 dias de férias, meu PC estava precisando de um Upgrade, assim mandei o mesmo para um revisão geral. Espero estar de volta na próxima terça - dia 30. Abs Jarbas do Aparte.

Tiago Motta disse...

Ótimo texto, linkei lá no meu blog ele para que isso seja bem alertado a todos os eleitores do Lula.

Ricardo Rayol disse...

Jarbas, Tu sabes que sou um indignado por natureza. Por isso, peço desculpas para ocupar teu tempo com um assunto bem cretino. A Sônia, do SSRJ, anda espalhando um monte de merda lamurienta a respeito do movimento evolução. Para uma pessoa que se diz idosa o faz de um jeito bem desagradável. Gostaria de pedir que entendesse o outro lado da estória.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jarbas:

Lamentável, profundamente lamentável.
É um autêntico assalto ao bolso do cidadão naquilo que ele tem de mais sagrado, o apoio na velhice.
Se roubassem menos seguramente que haveria mais dinheiro nos cofres do estado.

Um abraço,


NB: Vim directo. Não tenho comentado porque deixaste de aparecer pelo Estados Gerais e deduzi que tivesse dito algo que te tivesse susceptibilizado.